• CarlaRibeiro

O Alvarinho da Quinta de Soalheiro é único!

Pioneira na criação do vinho Alvarinho em Melgaço e uma referência internacional para os vinhos desta casta, a Quinta de Soalheiro está perfeitamente integrada na paisagem tipicamente minhota que a rodeia. 


Localizada em Melgaço, está protegida por um conjunto de serras que criam as condições de necessárias à melhor maturação das uvas da casta Alvarinho

Localizada em Melgaço (o ponto mais Norte de Portugal), está protegida por um conjunto de serras que criam as condições de necessárias à melhor maturação das uvas da casta Alvarinho. 



No topo da adega, a sala de provas que abre para o terraço panorâmico permite observar as vinhas, as montanhas que circundam e fecham o vale, a vizinha Espanha e a brisa do rio Minho que passa por perto, uma visão perfeita do terroir único desta região. 


Descobrir as vinhas e provar o vinho

Integrando a Rota do Vinho Verde Alvarinho os visitantes podem usufruir da vista privilegiada sobre o Vale do Rio Minho e serras que o envolvem, podendo aventurar-se nas visitas guiadas, descobrindo nas próprias vinhas as várias dimensões da casta.


 Por forma a revelar o total potencial enogastronómico, o convite estende-se até à vizinha Quinta da Folga, onde os aguarda uma prova de fumeiro tradicional de Melgaço, iguarias feitas segundo receituário antigo e de forma artesanal, aqui com prévia marcação.


Castas premiadas

O Soalheiro é considerado um especialista em Alvarinho pelos líderes de opinião internacional e nacional, pelo que na sua gama de vinhos se destacam três dimensões da casta o Soalheiro clássico, efectivamente um clássico e o vinho com maior presença internacional; o Soalheiro Primeiras Vinhas, uma referência nos Alvarinhos e, por quatro vezes consecutivas, considerado o Melhor Vinho Branco Nacional e o Soalheiro Reserva, a expressão máxima da casta alvarinho com a fermentação em barrica. Aos quais se juntam os dois espumantes Soalheiro, o clássico Bruto e, mais recentemente, o Bruto Rosé, não esquecendo ainda os inovadores ALLO e o Soalheiro 9%, que se distinguem pelo teor alcoólico moderado com enorme elegância e frescura, e que procuraram explicar que o álcool moderadamente baixo também está associado a vinhos de grande qualidade, e ainda o Granit e o Terramatter. Este último trata-se de um Soalheiro integralmente diferente, feito com uvas de produção biológica.


Oppaco: o primeiro vinho tinto

Após alguns ensaios prévios com bons resultados, a Quinta de Soalheiro, conhecida pelos conceituados brancos Alvarinho, abre um novo capítulo da história da primeira marca de Alvarinho em Melgaço: apresentou o seu primeiro vinho tinto, o Soalheiro Oppaco, também pioneiro por se tratar de um vinho tinto da região com lote de uvas tintas (Vinhão) e uvas brancas (Alvarinho). Com um perfil delicado e elegante, esta nova aposta do Soalheiro baseia-se nas castas Vinhão e Alvarinho com a convicção de que a rusticidade do Vinhão é em parte moldada pela elegância do Alvarinho, encontrando um excelente balanço de aroma e sabor. 


Aposta em vinhos naturais

Em 2017, ano em que assinalou 35 anos, a aposta nos vinhos naturais fez a família crescer com o lançamento do Nature “Pur Terroir”, o primeiro Alvarinho produzido sem adição de sulfitos. Ficarão assim abertas as portas à inovação e a um novo mundo de prazeres gustativos antes por nós desconhecidos. 


No mundo dos rosés

Em 2018, e sob a premissa que o terroir de Monção e Melgaço tem um enorme potencial a explorar, e que não permite apenas a produção de excelentes Alvarinhos monovarietais únicos no mundo, que a Quinta de Soalheiro entra no mundo dos vinhos rosados com o lançamento do Soalheiro Mineral Rosé.

www.soalheiro.com/pt


#must #revistamust #itmustbegood #alvarinho #vinhoverde #melgaço #quintadesoalheiro #valedominho #monçao #alvarinhodemelgaço #wine #vinho #winelovers #lovewine #rotadovinhoverdealvarinho #winesofportugal #portugal #musttaste

@it.must.be.good