• CarlaRibeiro

Um branco que provoca pela sua complexidade

A aposta na exploração do potencial do Douro para produção de vinhos brancos de elevada qualidade desde a década de 90 tem valido à Quinta da Gaivosa um lugar de destaque nos principais rankings nacionais e internacionais. O último exemplar, o Branco da Gaivosa Grande Reserva 2016, já se encontra disponível no mercado.

Elaborado à base das castas Gouveio, Malvasina Fina, Avesso e Arinto, provenientes de vinhas com mais de 20 anos, este vinho desde cedo provoca pela sua inesperada complexidade. À primeira vista exibe uma cor amarelo palha, espelhando o lado mais floral da casta Gouveio, mas não dispensando o leve toque de líchias e a uma grande mineralidade. A madeira, resultado de um estágio de 12 meses em barricas de carvalho francês, surge subtilmente no conjunto, elevando a frescura e elegância do vinho.


Pronto a beber, pela sua elevada aptidão gastronómica, o Branco da Gaivosa Grande Reserva 2016 assume-se também pelo seu potencial de guarda, podendo evoluir em garrafa durante os próximos 8 a 10 anos. Se abrir já, sugere-se que seja servido a uma temperatura média de 12ºC, após uma espera de 30 minutos.  


Preço: 30, 60 Euros


#must #revistamust #itmustbegood #BrancodaGaivosaGrandeReserva2016 #QuintadaGaivosa #douro #branco #vinho #wine #winelovers @it.must.be.good