• begoodmust

70 anos depois esta carrinha continua cheia de raça

A PEUGEOT apresentou, há algumas semanas, o novíssimo 308 SW. Com um estilo expressivo, um perfil cheio de raça e uma secção traseira sofisticada, é um modelo eficiente e ultramoderno sem renunciar aos valores incontornáveis e às expectativas dos clientes do segmento das breaks compactas.



Menos espartana, mais eficiente e também mais atrativa, a break atual nada fica a dever aos restantes veículos de passageiros. Por outro lado, mantém aquilo que sempre caraterizou o segmento: uma silhueta longa e, sobretudo, um grande volume de carga.


Um pouco de história

O nascimento da primeira carrinha PEUGEOT data de 1949, ano em que foi apresentado o PEUGEOT 203 break. Nessa época, o segmento estava ainda numa fase embrionária e ninguém sabia se havia realmente um cliente certo para este tipo de veículo. No entanto, a marca do Leão estava certa do seu sucesso, tanto que disponibilizou duas versões da sua carrinha PEUGEOT 203: uma confortável Familiale e uma Commerciale de cariz mais profissional.


A boa receção dada a estes modelos encorajou a PEUGEOT a desenvolver a sua gama. Em 1956, a marca do Leão lançou o PEUGEOT 403 break, modelo que foi, igualmente, disponibilizado em versões Familiale e Commerciale. Foi substituído em 1962 pelo PEUGEOT 404 break, enquanto o PEUGEOT 203 break esperou até 1965 pela chegada do PEUGEOT 204 para ter um descendente.



A história estava, definitivamente, lançada e novos capítulos foram abertos com o passar do tempo: os PEUGEOT 304 e 504 break surgiram na década de 1970, os PEUGEOT 305, 505 e 405 break na década de 1980 e os PEUGEOT 306 e 406 SW foram introduzidos de seguida, na década de 1990. No início dos anos 2000, a PEUGEOT fez evoluir o segmento com duas propostas originais: um PEUGEOT 206 SW com uma dimensão particularmente pequena para

uma carrinha e um PEUGEOT 307 SW que herdava algumas das soluções vistas no segmento dos monovolumes.

A lista continua com as versões SW do primeiro PEUGEOT 308 e do PEUGEOT 407, bem como das primeira e segunda gerações do PEUGEOT 508. Com todos estes modelos, não é, provavelmente, um exagero dizer que praticamente toda a gente tem um pouco da tradição dos modelos break da PEUGEOT nas suas memórias.



Novo PEUGEOT 308 SW: a história continua

Em 2021, entra em cena uma nova carrinha PEUGEOT: o novo PEUGEOT 308 SW. Tal como a berlina da qual deriva, este modelo é, inegavelmente, uma das propostas mais atrativas no seu segmento.


Volume máximo de carga de 608 litros e até 1.634 litros com o banco traseiro totalmente rebatido: há muito espaço na bagageira, muito espaço mesmo! O novo PEUGEOT 308 SW é, igualmente, prático, com um banco tripartido que pode ser rebatido a partir do porta bagagens através dos manípulos nos painéis laterais.


A distância entre eixos foi aumentada em 55 milímetros relativamente à da berlina. Esta modificação permite oferecer mais espaço e confere ao 308 SW uma silhueta mais sólida, bem assente sobre as quatro rodas. Quer na carroçaria berlina, quer na versão SW, o novo PEUGEOT 308 conta com um painel de instrumentos digital 3D de 10 polegadas e um inovador ecrã tátil central, de alta definição e com 10 polegadas, integrados no novo PEUGEOT i-Connect® Advanced. Os i-toggles totalmente configuráveis substituem os controlos físicos tradicionais. O pequeno volante, outro elemento essencial do PEUGEOT i-Cockpit®, permite ao condutor ter a sensação de que o automóvel é o seu prolongamento.


As primeiras unidades do novo PEUGEOT 308 SW chegarão às estradas no início do próximo ano. A PEUGEOT propõe várias motorizações desde a fase de lançamento, incluindo dois propulsores híbridos plug-in, com 180 e 225 cavalos.



#must #itmustbegood #revistamust #peugeot #PEUGEOT308SW #carro #automovel #estrada #viagem #viagemnaestrada #novocarro #veiculo #break #carrinha