top of page
  • Foto do escritorCarlaRibeiro

Rock in Rio Lisboa: Há novidades no cartaz do palco Galp!

O cartaz do Palco Galp tem muitas novidades para apresentar! Aos já anunciados James, Lukas Graham, Jake Bugg, Luísa Sonza e Pedro Sampaio, juntam-se agora os Europe, Hybrid Theory, Anselmo Ralph, Pluto, Filipe Karlsson, Carolina de Deus, Soraia Ramos e os DJs Diego Miranda e KURA;


Europe (credit: Fredrik Etoall)
Europe (credit: Fredrik Etoall)

Na edição que assinala os 20 anos do Rock in Rio Lisboa, o Palco Galp cresceu e vai ganhar protagonismo no novo recinto do Parque Tejo-Lisboa, com um cartaz feito de artistas internacionais consagrados e do melhor talento nacional, para uma plateia com espaço para 20 mil pessoas;


O Rock in Rio Lisboa 2024 realiza-se nos dias 15, 16, 22 e 23 de junho de 2024 e contará com 12 horas de festa diárias e memoráveis, numa nova Cidade do Rock e numa nova localização – o Parque Tejo Lisboa.

O Palco Galp cresceu! Com a chegada ao Parque Tejo-Lisboa, o Rock in Rio começa a colocar em prática uma estratégia que consiste em ter cada vez menos diferenças de peso de nomes e estruturas nos seus palcos.


Com um line-up feito de nomes de prestígio nacionais e internacionais e com uma seleção de géneros que abraçam diferentes estilos e emoções, sempre a terminar as noites em ambiente de festa, o Palco Galp vai receber artistas que vemos atuar em muitos palcos principais pelo mundo e será um ponto de convergência para os amantes da música, que procuram o arrepio de uma experiência coletiva e inesquecível, que só o Rock in Rio Lisboa, nesta edição especial de 20 anos poderá oferecer.


Com espaço para uma plateia de 20 mil pessoas, com cerca de 50 metros de frente (mais 12,50m do que em 2022), o dobro da estrutura física e técnica instalada e 680m2 de cenografia, o Palco Galp apresenta todo um conjunto de melhorias que vai refletir-se na experiência do público, a quem será permitido viver uma experiência ainda mais rica em música e diversão. Estaremos perante uma explosão de energia numa atmosfera única e de celebração de sons rock, pop, hip hop, trap e eletrónicos, onde cada noite será uma experiência musical única e de festa, com cânticos coletivos e energia que promete transformar-nos para melhor.


No dia 15 de junho, a energia do rock vai emanar do Palco Galp com atuações poderosas dos icónicos Europe e do talento nacional dos Hybrid Theory e Pluto.

Hybrid Theory band
Hybrid Theory

Indissociáveis do êxito global “The Final Countdown”, os Europe celebraram no ano passado o 40º aniversário do mítico álbum com o mesmo nome e que foi para a banda sueca a rampa de lançamento para sucesso mundial. Mesmo após quatro décadas, os Europe estão longe de desacelerar. Inclusivamente, em janeiro de 2023, anunciaram uma digressão de 18 datas pela Europa, culminando com dois concertos no icónico London Palladium. Não podiam faltar ao dia dedicado ao rock, para atuar no Palco Galp no Rock in Rio Lisboa.


Nesta edição especial dos 20 anos Rock in Rio Lisboa, são muitos os momentos de reunião entre artistas com ligações fortes com o festival, para que a festa seja celebrada em ambiente de alegria, entre amigos. No Palco Galp, o espírito não podia ser diferente.


Os Hybrid Theory foram convocados para a festa de comemoração desta 10ª edição do festival por evocarem memórias muito emotivas no público português e para celebrar uma das bandas mais icónicas que passaram pelo Rock in Rio Lisboa, os Linkin Park. A maior banda de tributo aos Linkin Park, formada em Lagos, no Algarve, vai trazer ao Palco Galp os maiores hinos da banda do eterno vocalista Chester Bennington, falecido em 2017. Depois de três atuações explosivas no Rock in Rio Lisboa, nomeadamente em 2008, 2012 e 2014, e da partida prematura de Chester Bennington, as saudades de reviver toda a energia e emoções com que os Linkin Park conquistaram os fãs portugueses, eram já muitas. Era obrigatório prestar esta homenagem numa edição tão especial para o festival, e os Hybrid Theory tinham de responder à chamada. Com um sucesso que tem vindo a crescer a olhos vistos, com espetáculos esgotados nos quatro cantos do mundo e uma legião de fãs em constante crescimento a nível nacional e internacional, os Hybrid Theory vão deixar bem claro no Rock in Rio Lisboa porque envergam o título de maior banda de tributo aos Linkin Park.


Vindos do Porto, chegam também dia 15 de junho ao Rock in Rio Lisboa, para atuar no Palco Galp, os Pluto. A banda de Manuel Cruz, Peixe, Eduardo e Ruca editou em 2004 o álbum de estreia, intitulado "Bom Dia", apresentando ao mundo uma sonoridade distinta, e exemplo disso são canções como "Só Mais um Começo" e "Entre Nós", que se destacaram como representações emblemáticas do seu trabalho inicial. Ao Palco Galp do RIR Lisboa poderão trazer temas novos, no seguimento do lançamento do single “Túnel”, que editaram no final de 2023, proporcionando um vislumbre do que está para vir.


No dia 16 de junho, evocando um registo mais intimista, e com ambiente de festa garantido para o final da noite no Palco Galp, juntam-se agora aos já confirmados Lukas Graham e Jake Bugg, as novidades Carolina de Deus e o DJ Diego Miranda.



Natural de Lisboa, a cantora e compositora Carolina de Deus deu o salto em 2022 com lançamento do single “Talvez…”, com letra e música da sua autoria. O sucesso do tema que marcou a estreia de Carolina levou a que fosse a artista portuguesa mais pesquisada na aplicação Shazam, em Portugal, nesse mesmo ano. Foi ainda nomeada para um Globo de Ouro na categoria de “Revelação do Ano”. O álbum de estreia, “Dores de Crescimento” chegou em 2023 e é lá que se encontra, não só o êxito “Talvez…”, mas também o single que dá título ao álbum, que conta com a colaboração de António Zambujo, e ainda “Seria Estúpido Ligar-te” e “Querido Futuro Namorado”, já sucessos nas rádios nacionais.


Para acabar em festa, o Palco Galp termina a noite de 16 de junho com o DJ nacional Diego Miranda. Assumindo a evolução e mutação da música e da dança como parte integrante da mesma, Diego Miranda apresenta sempre sets diferentes, que podem flutuar de hits vocais a batidas mais fortes, através de uma base rítmica sólida e de influências eletrónicas. O DJ tem surpreendido e criado o seu próprio caminho como produtor, mas é na pista de dança que podemos sentir a sua exclusividade e estilo único. As suas atuações são caracterizadas por um kick inconfundível e profundo, que transforma o público em fãs incondicionais, um pouco por todo o mundo.


Diego Miranda e Carolina de Deus juntam-se a um line-up de peso, que contava já com as confirmações internacionais de Lukas Graham e Jake Bugg. Lukas Graham, autor do êxito incontornável “7 Years”, promete encantar os fãs como cabeça de cartaz no Palco Galp, onde irá apresentar as canções do álbum “4 (The Pink Album)”, editado no ano passado, num concerto, que contará certamente também com os êxitos como “Happy Home” e “Love Someone”, e que já se antevê memorável.


Não menos marcante, será também a atuação de Jake Bugg, que ganhou destaque com o seu primeiro álbum, o autointitulado “Jake Bugg”, que alcançou o número 1 no top de vendas do Reino Unido em 2012, com temas como "Lightning Bolt" e "Two Fingers”, tendo sido relançado em 2022, numa edição especial que celebra os 10 anos de carreira do cantor e compositor britânico.


No dia 22 de junho, juntam-se aos já confirmados James, atuações de Filipe Karlsson e ainda o melhor da música eletrónica nacional com KURA.

Filipe Karlsson é um multi-instrumentista luso-sueco, que conjuga doces melodias de teclado com os riffs de guitarra rock. Estreou-se a solo em 2020 com os EPs “Teorias de Bem Estar” e “Modéstia à Parte”, dos quais saíram êxitos como “Bem Estar”, “Razão” e “A Paragem”, reveladores de um pop despretensioso, inspirador e carregado de groove. Com mais de 39 mil ouvintes mensais no Spotify, o artista tem-se afirmado como uma das mais singulares figuras do espectro musical português atual. No início deste ano lançou "Compromisso”, um novo tema produzido em parceria com Velhote do Carmo, que dá mais um vislumbre do álbum que Filipe se prepara para editar.


KURA é um dos DJs e produtores mundiais mais reconhecidos no atual panorama da música eletrónica. Ao longo do seu percurso, já pisou os palcos de alguns dos maiores festivais nacionais e internacionais, e fez mais de dez tours pela Ásia, tendo atuado também em países como os Estados Unidos, Brasil, Japão, entre muitos outros. Com o seu talento, dedicação e empenho, bem como o carisma e dom para a arte da mistura que lhe são conhecidos, KURA adora música, independentemente de ser alternativa ou comercial, desde que seja boa, energética e cheia de ritmo. Será esse o espírito vivido no Palco Galp!


Já confirmados, os James são cabeças de cartaz do Palco Galp no dia 22 de junho. Especialmente convocados para atuar na edição comemorativa dos 20 anos do Rock in Rio Lisboa, os autores de hinos universais como “Sit Down”, “Laid” e “Sometimes” não podiam faltar à chamada, devido à consolidada relação que já construíram com o festival e com o público português, depois de terem atuado já no RIR Lisboa em 2012, 2018 e na edição comemorativa dos 15 anos do Rock in Rio Lisboa, em 2019, nos jardins da Torre de Belém. Em 2024, estão de volta com os êxitos de sempre e com novas canções, como “is this love”, que faz parte do novo álbum dos James, com edição marcada para 12 de abril.


No dia 23 de junho, a festa é dos mais jovens, que podem deixar os pais em casa! Vão subir ao Palco Galp com toda a energia dos ritmos quentes africanos e brasileiros Anselmo Ralph, Soraia Ramos, Luísa Sonza e Pedro Sampaio.

Anselmo Ralph é considerado um dos principais artistas africanos da sua geração, e o seu sucesso profissional ultrapassa as fronteiras da música e da televisão. Lançou recentemente os aguardados singles "Sola", em colaboração com o peso-pesado do hip hop americano Rick Ross e a estrela espanhola em ascensão Soge Culebra, e “Mil y Una Noches”, em colaboração com Carlos Baute, um dos artistas de latin pop mais populares da atualidade. O seu extraordinário talento e estilo musical único já lhe valeram inúmeros prémios, e tem dominado as tabelas de Portugal com numerosos êxitos #1 e multi-platina como “Não Me Toca”, “Única Mulher”, “Curtição” e Tratar Bem”, estabelecendo-se como um dos maiores artistas do país.


Também embaixadora de sonoridades africanas, Soraia Ramos, cantora e compositora com descendência cabo-verdiana é conhecida pela sua capacidade meritória de contar histórias emocionais por via das letras que compõe. A sua sonoridade incorpora elementos do tradicional morna cabo-verdiano, kizomba e R&B contemporâneo. Apaixonada por música e com um talento notório, tem vindo, desde 2009, a construir a sua marca na indústria musical, com uma projeção que já lhe valeu inúmeros convites de artistas de renome, como é o caso de C4 Pedro, que a desafiou a interpretar o tema “Bo Tem Mel” (da autoria de Nelson Freitas e com colaboração de C4 Pedro) no incrível palco de Zénith em Paris, para mais de 10 mil pessoas. Fasquia que promete superar no concerto do Palco Galp no Rock in Rio Lisboa.


Já confirmados, e vindos do Brasil, estavam já Luísa Sonza e Pedro Sampaio. Luísa Sonza, uma das artistas mais talentosas do cenário musical brasileiro, vai mostrar todo esse talento no Palco Galp do Rock in Rio Lisboa. Com uma carreira ascendente, a cantora de “Chico”, “Garupa” e “Não Preciso de Você Pra Nada” está pronta para trazer aos fãs portugueses toda a energia e todo o carisma que a caracterizam.


Qualidades inerentes também ao DJ, produtor e cantor brasileiro Pedro Sampaio, que depois de já ter conquistado os corações dos fãs com a sua energia eletrizante, sobe agora ao Palco Galp para mostrar toda a sua habilidade a criar misturas cativantes e produções inovadoras, com uma abordagem única, que une diferentes estilos musicais e vai seguramente unir toda a plateia do festival no dia 23 de junho.


Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio, afirma que: “O Palco Galp já merecia um protagonismo maior no festival há algum tempo, e este ano vamos conseguir dar-lhe esse destaque. Com uma infraestrutura maior, é possível que artistas com produções maiores possam atuar ali, e com uma clareira com mais espaço, vamos poder ter uma plateia para 20 mil pessoas. A mudança para o Parque Tejo-Lisboa permitiu esse crescimento e foi ótimo que acontecesse também no ano em que o festival comemora 20 anos aqui em Portugal. É mais um motivo para celebrar!”


João Diogo, Chief Operating Officer da Galp, acrescenta: “Queremos aproveitar a energia da música e o ambiente de celebração do Rock in Rio Lisboa para envolver as pessoas e a comunidade na jornada de transformação que temos em curso, à luz do nosso forte compromisso com a transição energética. Estou seguro de que as ativações que estamos a preparar ajudarão a que a Galp fique na cabeça das pessoas no final do festival. Não apenas através dos famosos panamás – que vão voltar! -, mas também pela história de sucesso e de confiança no futuro, que temos para partilhar”.


Já anunciados:



Commentaires


bottom of page