• begoodmust

Com o Coração nas Mãos

A Oficina do Livro acaba de lançar esta autobiografia do cirurgião cardiotorácico José Roquette, que nas últimas duas décadas foi diretor clínico do Hospital da Luz. Aos 75 anos, lembra uma vida que o levou dos mares gelados da Terra Nova aos corredores estreitos do Hospital de Santa Marta.



Dos estaleiros da Docapesca às clínicas privadas da Suíça. “Este é um ensaio sobre a medicina do meu tempo, sobre a evolução da sua prática em Portugal e sobre o legado que deixo neste mundo da Cirurgia Cardiotorácica.”


Na biografia “Com o Coração Nas Mãos” recorda as histórias da infância passada no Alentejo, a família que foi, e que continua a ser, tão importante, e o Sporting do seu avô (fundador do clube). Fala da cirugia que fez a Álvaro Cunhal, os meses que viveu num contentor na Suíça e quando Eusébio estava nos cuidados intensivos. Mas também do mentor, Manuel Eugénio Machado Macedo, e tantos outros momentos marcantes da sua vida, como a superação de um cancro de pâncreas.


«Quando durante uma cirurgia ou no pós--operatório ocorre a morte de um doente, é sempre uma situação de enorme trauma. No primeiro caso para toda a equipa, no segundo para o cirurgião, e em ambos os casos para a família. Sendo, contudo, uma situação muito pouco frequente, não deixa, infelizmente, de ocorrer. Acho que todos os cirurgiões que trabalham em áreas de alto risco já a viveram. Todos teremos o nosso ‘cemitério particular’. Aqueles doentes que à noite nos surgem no nosso pensamento. A sensação de frustração que nos acompanha por não termos conseguido corresponder ao que nos solicitaram e que aceitámos fazer, curar um doente com as nossas mãos”, escreve o agora presidente clínico do Grupo Luz Saúde, para quem “De Coração Nas Mãos” não pretende ser “ um exercício egoísta ou de autovalorização, antes uma autoscopia” sobre tudo aquilo que conseguiu fazer, o que o deixa orgulhoso e as (poucas) coisas das quais se arrepende.


José Roquette nasceu em 1946. É atualmente presidente do Conselho Clínico do Grupo Luz Saúde. Ao longo da sua carreira passou por vários hospitais nos setores público e privado, destacando-se como diretor clínico do Hospital da Luz Lisboa, cargo que ocupou até 2019. Foi diretor do Serviço de Cirurgia Cardiotorácica no Hospital de Santa Marta. É membro fundador da European Association of Cardiothoracic Surgery e ocupou várias posições de liderança (incluindo a presidência), tanto na Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardiotorácica e Vascular, como na Sociedade Médica dos Hospitais Civis de Lisboa. Na sociedade civil José Roquette foi eleito presidente da Assembleia Municipal de Fronteira em 1994. Foi também condecorado, em dezembro de 2015, com a Ordem do Infante D. Henrique, pelo então presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.


#must #revistamust #itmustbegood #livro #book #ler #leitura #JoséRoquette #biiografia #ComoCoraçãoNasMãos