• CarlaRibeiro

Vítor Sobral lança nova linha de conservas em homenagem a Portugal

No Dia de Santo António, o chef vai apresentar uma colecção de sete conservas de sardinhas, as Conservas Varina, com azeites elaborados por chefs de renome.

No próximo dia 13 de junho, Dia de Santo António, padroeiro de Lisboa e não só, a Tasca da Esquina, a primeira tasca moderna de Lisboa, celebra 11 anos de existência. Num ano particularmente intenso para a restauração e para o país e o mundo, o chef Vítor Sobral faz questão de colocar Portugal ainda mais debaixo do holofote, no palco da gastronomia nacional, e de apelar ao que é Nosso.

Este ano que não festejaremos nas ruas os Santos Populares - pela primeira vez em quase 100 anos – o chef Vítor Sobral decidiu homenagear um produto rei desta quadra – a sardinha – e uma figura rainha de Lisboa e do país, a varina.

No dia 13, em que festeja os 11 anos de existência da Tasca da Esquina, Vítor Sobral apresenta o projecto das conservas Varina. São 7 conservas de sardinhas, homenageando uma das tradições mais portuguesas, cada uma com “um azeite de assinatura” criado por 7 chefs de renome nacionais: João Rodrigues, Henrique Sá Pessoa, Bertílio Gomes, Diogo Rocha, Noélia Jerónimo e Rui Paula, e o próprio Vítor Sobral. Todas as semanas, a partir de 20 de junho, estas sete conservas serão oferecidas com o Jornal Público – 30 000 por semana, num total de 210 000.

A primeira, distribuída no dia 20, foi criada pelo chef Vítor Sobral, que desempenhou um papel fundamental na divulgação da nossa gastronomia. É uma conserva de “Sardinha com azeite de manjericão, pimenta da Jamaica e pau de canela”, com recurso às especiarias tão portuguesas que a nossa Pátria revelou ao mundo. Segue-se a “Sardinha com Tomilho Limão”, da autoria do chef João Rodrigues, uma outra de “Sardinha com Salsa, Hortelã-menta, cardamomo verde e pimenta rosa”, criada pelo chef Rui Paula, e uma outra do chef Bertílio Gomes, de “Sardinha com orégãos e pimenta chilli picante”. Noélia Jerónimo junta-se a este lote com uma conserva de “Sardinha com orégãos e gengibre, grão de pimenta preta e coentro”, Diogo Rocha aposta na frescura com uma conserva de “Sardinha com hortelã verde, cardamomo verde e malagueta”, e Henrique Sá Pessoa surpreende com a combinação da sardinha e do manjerico. De salientar que todos os ingredientes usados nas conservas Varina são 100% Portugueses, como o chef Vítor Sobral defende desde sempre. O azeite das conservas é Oliveira da Serra, as ervas aromáticas são da ‘Aromáticas Vivas’ (Viana do Castelo), as especiarias são da Rota das Índias. Os molhos são desenvolvidos na Paladin (Golegã) e a Fábrica de Conservas Portugal Norte (Matosinhos) fornece as sardinhas, de origem portuguesa. “Este ano, como sempre - mas mais do que nunca -, é importante celebrarmos Portugal, os produtos portugueses, as nossas tradições, as Quinas”, afirma Vítor Sobral. Junte-se a esta celebração. Contactos: R. Domingos Sequeira, 41 C, Lisboa Telefone: 91 983 72 55

#must #itmustbegood #revistamust #chefvitorsobral #conservas #Varina #sardinhas #santoantonio #tascadaesquina #consevasdesardinha #azeite #gastronomia #sabores #portugal #lisboa #conservasvarina #varinasdelisboa