top of page
  • Foto do escritorbegoodmust

Designer trans apresentou lingerie transgénero na MODALISBOA

Giovanna Tavares apresentou a primeira coleção de lingerie portuguesa dedicada à comunidade transsexual na MODALISBOA 2023. Ao contrário de todos os desfiles onde os designers procuram mostrar as suas novidades, neste o objetivo é que o público não se aperceba da peça apresentada.


O maior evento de moda nacional contou com vários modelos trans a desfilar vestindo as peças da primeira marca portuguesa de lingerie transgénero.

Esta peça íntima feminina, que procura proporcionar o maior conforto e autoestima à mulher trans, será utilizada nos desfiles dos reconhecidos designers: Nuno Baltazar, Luís Carvalho e Valentim Quaresma. Também podemos encontrar a nova lingerie no desafio Sangue Novo, que coloca jovens designers a concurso, através dos designers Molly98 e Çal Pfungst.


A ideia nasceu para combater o estigma associada à comunidade trans. Nas palavras de Giovanna Tavares: “A sociedade gosta de nos colocar na caixinha da aberração, da prostituição e da marginalidade”.

Apesar das temáticas LGBTQIA+ estarem na ordem do dia, os problemas específicos da comunidade trans mantêm-se, como o acesso ao mundo laboral, algo que lhe é inacessível e condiciona a integração na sociedade. Prova disso, é a esperança média de vida destas pessoas que se estima nos 35 anos de idade.


Esta iniciativa inédita uniu a indústria da moda em Portugal para enviar uma forte mensagem de que a inclusão de todas as pessoas independente da sua identidade de género deve ser uma coisa normal e constante.


Giovanna Tavares concluiu dizendo: “Esta linha não foi desenhada para esconder nada, mas sim para mostrar o que realmente somos: MULHERES. Não podia estar mais satisfeita com o resultado, o desfile foi exatamente como idealizei: ninguém viu, mas toda gente aplaudiu. Afinal, podemos ser notícia sem ser a notícia.”

Yorumlar


bottom of page