• CarlaRibeiro

«Estava Morto, Mas Não Estou»

Conta a história verídica de um homem quase derrotado por sucessivas e dramáticas contrariedades, mas que conseguiu voltar a sonhar. Depois do fatídico dia que mudou a vida do autor, seguiram-se os anos duros de recuperação, a incapacidade de quase 70 por cento, a condutora que nunca se deu por culpada, a disputa com a seguradora, as dívidas, a empresa que o abandonou.

«Estava Morto, Mas Não Estou», de Pedro Oliveira Leite; Editora Contraponto; Preço: €15,50

A história de Pedro impressiona desde a infância. Deixado pela mãe, juntamente com dois de sete irmãos, aos cuidados da avó materna, e sem conhecer o pai (cuja identidade só descobriu depois de este morrer), cresceu num bairro ensombrado pela pobreza e pela droga, flagelo que colheu um dos seus irmãos. Sem qualificações, subiu na carreira dentro de uma empresa multinacional até alcançar um cargo de responsabilidades e bem remunerado.

Mas o seu mundo desabou no dia em que foi brutalmente colhido por um carro, enquanto coordenava uma acção de voluntariado (do Projecto Limpar Portugal), tendo ficado em estado crítico, politraumatizado e com três hemorragias cerebrais. Pedro tinha tudo para desistir de viver – mas não desistiu.


Depois do fatídico dia que mudou a vida do autor, seguiram-se os anos duros de recuperação, a incapacidade de quase 70 por cento, a condutora que nunca se deu por culpada, a disputa com a seguradora, as dívidas, a empresa que o abandonou. Pedro Oliveira Leite dá conta do incorrecto funcionamento de várias empresas e instituições – seguradoras, empregadores, ministérios – e da falência de valores da sociedade contemporânea. Quando o destino lhe trocou as voltas, Pedro Oliveira Leite disse que não. E venceu.


#must #revistamust #itmustbegood #históriaverídica #drama #vida #EstavaMortomasNãoEstou #PedroOliveiraLeite #Contraponto #memorias #testemunhos #books #lovebooks #read #lovereading #lovebooks @it.must.be.good