top of page
  • Foto do escritorCarlaRibeiro

Godard marcou o movimento da Nova Vaga francesa e revolucionou o cinema

O Filme do Mês de Fevereiro celebra a obra de Jean-Luc Godard, o realizador que nos deixou no ano passado e que marcou o movimento da Nova Vaga francesa, revolucionando o cinema a partir dos anos 1950. ALERTA: Temos bilhetes para oferecer no Instagram

Paulo Portugal, jornalista da Insider, afirma, por ocasião da passagem do filme pelo doclisboa, que este é um filme que “dificilmente escapa a uma certa dimensão elegíaca”. E acrescenta, ainda, que esta “imensa História do Cinema de Jean-Luc Godard passará a funcionar como derradeiro acto de resistência, em que aquela voz rouca começa por nos lançar um derradeiro aforismo e prognóstico: Há muito tempo que não faço parte da distribuição, por isso não estou onde pensam que ainda estou. Uma frase, de resto, marcada pela decisão do seu derradeiro coupez! que selou com uma morte assistida o filme da vida deste ser teimoso que optou por encarar o cinema a partir de um lugar de desconforto.” Neste documentário, Cyril Leuthy quer levar-nos além dos clichés de um mito, que por vezes se tornou caricatural, para dar a conhecer um homem mais sentimental do que parece, um homem habitado e, às vezes, ultrapassado pela sua arte. Jean-Luc Godard fez mais de 140 filmes e o seu trajecto teve apenas um sentido: a renovação constante da sua arte. “Sou um homem positivo que parte do negativo”, afirmava. A sua aura distinta marcou não apenas os seus filmes que se tornaram lendários, mas também uma figura pública envolta em mistério.

Godard via o acto de criação como um gesto necessário de crítica e desconstrução. Ao longo dos anos, reinventou-se, para, de seguida, destruir tudo e começar de novo, explorando sempre as potencialidades da imagem em movimento. Neste filme, Godard fala sobre Godard, as suas experiências, obsessões e descobertas ao longo de décadas de trabalho constante. Afinal de contas, uma vez escreveu: “Tudo pode ser filmado. Tudo deveria ser filmado.” Locais, Datas, Horários e Preços Cinemay City Alvalade • 7 de Fevereiro de 2023 • 21:30 • Preçário em vigor no cinema • Comprar bilhetes Auditório Biblioteca Orlando Ribeiro (Telheiras) • 17 de Fevereiro de 2023 • 21:00 • 4€* Biblioteca de Marvila • 24 de Fevereiro de 2023 • 21:00 • 4€ • Sessão seguida de conversa com Pedro Mexia Biblioteca de Alcântara • 25 de Fevereiro de 2023 • 18:00 • 4€ Para as bibliotecas é obrigatória reserva até às 15:00 do dia da sessão através deste formulário.


@jean_luc_godard_film


Kommentare


bottom of page