top of page
  • Must Edição

Cinco jardins para passear de trotinete

O equinócio da primavera chegou e, consigo, o popular horário de verão. Ora, mais horas de sol significam mais tempo para ser aproveitado ao ar livre, com os espaços verdes do nosso país a voltar assim a ganhar protagonismo.



Como tal, a Bolt reuniu cinco dos principais jardins espalhados de norte a sul do país, para visitar ou revisitar, e onde se pode chegar facilmente de trotinete ou bicicleta elétrica.

  • Jardins do Museu dos Biscainhos, Braga: inserido neste museu histórico da cidade bracarense, os jardins estendem-se por três patamares, e estima-se que tenham sido concebidos propositadamente aquando de grandes obras de renovação que a casa teve que sofrer. Para além do terreiro com fontanário e as muralhas alusivas ao séc. XVIII, quando foi construído, conta-se ainda um canavial e um pomar no espaço abrangido;

  • Jardim Botânico, Porto: inaugurado em 1951, este espaço com ligação à família da poeta Sophia de Mello Breyner Andresen – e referenciado nas suas obras O Rapaz de Bronze e A Floresta – espalha-se por mais de quatro hectares de área, com as três partes do jardim divididas por camélias, dois lagos, estufas e espécies raras de flora;

  • Jardins da Quinta das Lágrimas, Coimbra: uma das histórias mais lendárias de amor do nosso país teve, em parte, lugar aqui. A paixão de Pedro e Inês parece permear ainda a sua atmosfera, por entre as águas avermelhadas, um jardim com espécies exóticas e a Colina de Camões;

  • Jardim da Estrela, Lisboa: com mais de 170 anos, é um dos espaços verdes mais icónicos e apreciados pelos lisboetas. Central à sua essência é o mítico coreto, onde tantos músicos atuam durante a temporada veranil. Concebido com inspiração anglo-saxónica, sobressai ainda o seu lago com carpas e patos, alimentados regularmente pelos visitantes que por lá passam;

  • Parque Urbano de Albarquel, Setúbal: um espaço moderno, com caminho adaptado para circulação de bicicletas e localizado no sopé da serra da Arrábida, foi concebido para ir ao encontro das necessidades dos setubalenses. Para lá do miradouro com uma vista panorâmica sobre o rio Sado, a acessibilidade e o parque infantil destacam este espaço de calma e contemplação na cidade sadina.


Para Frederico Venâncio, responsável de Micromobilidade da Bolt em Portugal, “a utilização de meios de transporte amigos do ambiente para nos deslocarmos para um espaço verde parece-me uma escolha lógica. A nossa missão, de construir as cidades do futuro para as pessoas e não para os carros, passa também por destacarmos as possibilidades que existem com a adesão à mobilidade suave partilhada, e um dos pontos-chave é a melhoria da qualidade de vida da população. Se contarmos com acesso ágil e facilitado a espaços de lazer nas nossas cidades, estamos a contribuir para que as pessoas consigam de facto aproveitar ao máximo os recursos que lhes são proporcionados na sua área de residência”. #Must#itmustbegood #micromobilidade #Bolt #passear #Maisumahora #passeio #espaçosverdesparaentrarnaprimaveradetrotinete #trotinete #jardins #portugal #passearnojardim

Comments


bottom of page