• begoodmust

8 livros para ler em julho!

Atualizado: Jul 2

O Grupo Leya ja tem algumas novidades editoriais para o mês de julho. Aproveite as férias ou os tempos livres para colocar a leitura em dia!



Os Cães de Salazar, de Francisco Moita Flores (Casa das Letras)

4 de julho de 1937, Lisboa, 11h da manhã. O Buick onde Salazar seguia, com o motorista e o chefe de gabinete, entra na Avenida Barbosa du Bocage, para ir assistir à missa, como faz todos os domingos,na capela da casa do seu amigo Josué Torquato. O motorista abre a porta da viatura para dar passagem a Salazar. Pela outra porta sai o chefe de gabinete. Dão três

ou quatro passadas na direção da porta da residência de Josué Torquato quando uma explosão formidável faz estremecer o chão e os prédios envolventes. Impávido, Salazar terá sacudido a poeira que sujava o fato, o chapéu e as botas, e seguiu para a missa. Segue-se uma caça ao homem por parte da PVDE dirigida pelo seu chefe máximo, Agostinho Lourenço, para apurar os responsáveis. Suspeitando de militantes comunistas apoiados pelo

próprio Partido Comunista Português e financiados pelo Komintern, segue- se a prisão de dezenas de indivíduos e a apressada conclusão do caso. Mas serão esses os verdadeiros culpados do atentado? À venda a 14 de julho




Um Espião entre amigos, de Ben Macintyre (Dom Quixote ensaio)

Kim Philby ficou para a História como o maior desertor da espionagem britânica e a mais importante toupeira soviética. Agente duplo, traidor e um grande enigma, passou aos russos todos os segredos das operações aliadas nos primeiros anos da Guerra Fria. Com acesso a documentos recentemente desclassificados do MI5 e a documentos privados até agora desconhecidos, e com a colaboração de antigos agentes do MI6 e da CIA, esta é a biografia definitiva e revela aquele que será o último grande segredo da Guerra Fria. Do autor de “Jogo Duplo” e “O Espião e o Traidor”. Com posfácio de John Le Carré: “Em 1987, dois anos antes de o Muro de Berlim ser derrubado, estava de visita a Moscovo. Numa festa oferecida pelos Escritores da União Soviética, um jornalista em tempo parcial com ligações ao KGB

convidou‑me a ir a sua casa para conhecer um velho amigo e admirador do meu trabalho. O nome do amigo, quando perguntei, era Kim Philby. Agora sei por fonte segura que o Philby sabia que estava a morrer e esperava que eu colaborasse com ele noutro volume de memórias. Recusei encontrar‑me com ele.” À venda a 14 de julho.




A Rapariga que Acreditava em Milagres – Do Holocausto à Esperança, de Irene Butter, com John D. Bidwell e Kris Holloway (Casa das Letras)

História verídica de Irene Hasenberg Butter, uma conhecida activista pela paz, sobrevivente do Holocausto e professora emérita de Saúde Pública da Universidade de Michigan que «uma pessoa pode fazer a diferença».

Vizinha de Anne Frank em Amesterdão de quem foi amiga, tal como ela foi para o campo de concentração de Bergen-Belsen. Ao contrário da amiga, a quem tentou ajudar nesses anos, conseguiu por ser enviada para a Argélia recuperar e aos 15 anos, no pós-guerra, ser enviada para os EUA.

«Quando desci do navio que me trouxe para os Estados Unidos em 1945, os familiares americanos que me acolheram pediram-me que esquecesse tudo o que acontecera com a minha família – e comigo – no Holocausto. Disseram-me que nunca mais pensasse ou falasse nisso. Eu tinha 15 anos, eles eram adultos, e eu dei-lhes ouvidos. Durante 40 anos mantive o silêncio. Mas não me sentia verdadeiramente livre até começar a contar o que aconteceu comigo quando criança. Esta é a minha história.» À venda a 14 de julho.



Alimentação, Mitos e Factos, de Isabel do Carmo (Oficina do Livro)

Um alerta contra as falsas verdades na saúde e na alimentação, embrulhadas em linguagem pseudocientífica, e transformadas em modas. Um livro que procura ajudar a tomar as opções alimentares mais vantajosas, com rigor científico, e esclarece que efeitos têm os nossos

comportamentos e escolhas alimentares no organismo. Um livro que aborda as principais dietas da moda: da Paleo às de emagrecimento como a Atkins, com restrição de hidratos de carbono; as guerras a alguns nutrientes, como o glúten e a lactose; o consumo de carne e os regimes vegetarianos, suas vantagens e desvantagens; a dieta mediterrânica; os suplementos nutricionais e os medicamentos «naturais»: plantas, ervas e suplementos «naturais» À venda a 27 de julho




D. Maria I - As perdas e as glórias da rainha que entrou para a História como “a louca”, de Mary Del Priore

D. Maria I foi a primeira mulher a governar Portugal e ficou conhecida para a história como a «Rainha Louca». Mãe de D. João VI e avó do primeiro imperador do Brasil, teve um longo reinado de 38 anos – marcado por intensa actividade governativa, pela acção social e pelo

desenvolvimento das artes e das ciências – e, no entanto, a sua vida conta com aspectos muito importantes não esclarecidos. Se era mentalmente instável, o que a levou a isso? E seria realmente louca, ou antes incompreendida? Que impacto tiveram nela as mortes do marido e do filho primogénito? A historiadora brasileira Mary del Priore investigou a fundo a

sua vida e revela que o seu estado mental era provavelmente fruto das muitas tristezas e contratempos que sofreu ao longo da vida, numa época em que a depressão e a melancolia eram confundidas com insanidade – e até mesmo consideradas obras do demónio. À venda a 21 de julho.




Os Bragança – Ascensão e Queda das Dinastias Reinantes de Portugal e do Brasil 16-40-1910, de Malyn Newitt (Texto Editores)

A Sereníssima Casa de Bragança forneceu os reis e as rainhas de Portugal durante 270 anos. Entre 1640 e 1910, num período marcado por grandes mudanças, esta prestigiosa família ajudou Portugal a reaver a independência perdida para Espanha em 1580 e salvou o País e a sua monarquia da total destruição pelos exércitos saqueadores de Napoleão. Os Bragança reinaram também no vasto Império do Brasil entre 1822 e 1889, tendo aí criado uma nação unificada e prevenido que ela se dividisse em pequenos estados beligerantes. Nesta fascinante reapreciação da dinastia dos Bragança, Malyn Newitt traça a ascensão e a queda de uma das mais importantes famílias reais europeias. Apresenta‑nos uma palete colorida

de inovadores, revolucionários, vilões e heróis, revela disputas internas significativas, como a que envolveu os irmãos D. Miguel e D. Pedro, o primeiro imperador do Brasil, e conta com grande detalhe os acontecimentos políticos, sociais e económicos que definiram os reinados

brigantinos até à implantação da República. À venda a 21 de julho.




Porto, a Entrada para o Mundo, de Neill Lochery (Casa das Letras)

“Apaixonei‑me pelo Porto e ainda o amo. As espetaculares pontes da cidade, as suas margens vertiginosas e as íngremes encostas com edifícios antigos, as velhas casas do porto, as grandes praças: estava encantada por tudo.” Com uma citação da escritora britânica, J. K. Rowling, autora da saga Harry Potter, abre a mais recente obra do autor de “Portugal - Saído

das Sombras da Revolução de 1974 até ao Presente”, bem como o bestseller “Lisboa - A Guerra das Sombras na Cidade da Luz 1939-1945”. À venda a 7 de junho.




Salvadores, de António Pedro Sá Leal (Casa das Letras)

Primeiro romance. Num mundo à beira de uma crise ambiental em larga escala, existe uma força de ação global que luta para defender o homem e a Humanidade. Os Salvadores, criados pela rainha D. Maria I, são uma sociedade secreta reconhecida pela maioria dos governos de todo o mundo para prestarem apoio e logística operacional para prevenir, resolver ou dar assistência em catástrofes naturais. Devido à sua origem templária possuem

igualmente uma outra missão, esta secreta: a de espiar, extrair, capturar ou eliminar inimigos em todo o mundo. Em 2019 identificam uma ameaça que os conduz numa perseguição por Espanha, Nigéria, Omã que termina em Lisboa. A equipa destacada para liderar esta operação vê-se envolvida numa rede de informações e contra-informações, acabando por desvendar um inimigo muito mais poderoso do que poderiam imaginar e terá de evitar

o pior dos cenários: um atentado terrorista que poderá destruir a cidade de

Lisboa. Conseguirão evitar tal catástrofe? À venda a 21 de julho.


#must #itmustbegood #revistamust #livros #grupoleya #leitura #ler #livros #book #lovebooks #Domquixote