• CarlaRibeiro

LOCO mantém distinção do Guia Michelin

Em 2016, o projecto do chef Alexandre Silva arrecadou a primeira Estrela Michelin, que veio para ficar. Na edição de 2020, o reconhecimento do Guia foi renovado!


É o restaurante mais autoral de Alexandre Silva, que com ele se estreou em nome próprio no fine dining. Sabores, tradições, produtores, histórias, sensações… tudo em torno do que é português e do que é o nosso ADN – gastronómico, cultural, histórico. Não tardou a que a autenticidade do cozinheiro e da equipa, que meses antes tinham impactado Lisboa com arrojo, chamassem a atenção dentro e fora de Portugal. “Foram tempos maravilhosos. Não estávamos à espera de ganhar a Estrela nos primeiros meses de trabalho, mas aconteceu e foi óptimo em todos os sentidos – equipa, negócio, tudo”, recorda o chef.



Durante estes anos, equipa e chef quiseram manter a identidade, um dos factores mais distintivos do restaurante: “O LOCO é um projecto com um factor diferenciador muito vincado. Somos diferentes, não melhores, nem piores. Temos uma componente humana muito forte, a entrega que cada colaborador dá ao cliente é única. A Cozinha também é diferente. Mas o LOCO é a experiência completa, somos únicos, sentimos isso”. Desde o início aberto apenas aos jantares, com um total de 20 lugares, o restaurante tornou-se num dos locais mais procurados da cidade, com listas de espera que chegam aos três meses. Há apenas um menu, com 18 momentos, que vai sendo naturalmente alterado, mediante os produtos da época, a criatividade da equipa, e as experiências gastronómicas que estejam a desenvolver.


Em 2019, o contexto é outro, mas o desejo de continuarem a fazer só aquilo em que acreditam mantém-se: “Hoje já não pensamos muito nisso, temos a Estrela, mas não sentimos pressão, porque iremos sempre fazer o que achamos ser o caminho certo. Temos muito orgulho em ter uma Estrela Michelin, mas temos ainda mais orgulho em sermos resilientes, e em fazer o que acreditamos”.


Volvidos quatro anos, o crescimento tem sido notório, bem como a sedimentação. A irreverência continua toda lá e a criatividade é uma tarefa sempre em desenvolvimento. Sem limites e hora marcada para acabar!   #must #revistamust #itmustbegood #LOCO #chefAlexandreSilva #GuiaMichelin #estrelamichelin #restaurante #gastronomia #sabores #lisboa #cozinha #culinaria #criatividade #cozinhar