• CarlaRibeiro

Marie Kondo, A Magia da Arrumação

A guru da organização já chegou à Netflix!

Dizem que é a guru da organização mais famosa do mundo e já tem um reality show na Netflix, em Portugal, baseado no seu livro. Chama-se Marie Kondo, A Magia da Arrumação. Com o seu método de arrumação inovador, esta japonesa ajuda a pôr a casa em ordem e a repor a alegria e felicidade nas vidas dos protagonistas. 


Neste reality show, Marie Kondo ensina o seu método inovador KonMari, baseado no seu livro “Arrume a sua Casa, Arrume a sua Vida”, que aborda a organização como uma forma de terapia, pois segundo ela , “a verdadeira vida começa depois de colocar a sua casa em ordem”;  “quando experimentar o que é ter uma casa realmente organizada, sentirá como todo seu mundo ficará iluminado”; “arrume a sua casa, mas arrume também os seus assuntos e o seu passado. Como resultado conseguirá ver com clareza o que realmente precisa”.


Isto dá-me alegria? Use a sua emoção para decidir o que realmente quer manter na sua casa (e na sua vida!)

O seu livro “Arrume a sua Casa, Arrume a sua Vida”, editado pela Pergaminho, é um dos mais vendidos no mundo, tendo até já sido eleita pela Time como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo. Não  há quem não queira experimentar o radical método KonMari, que basicamente ensina a deitar coisas fora. Ao ver tudo arrumado, vai passar a querer manter a organização em sua casa. A especialista defende que existe uma ordem de arrumação que deve ser seguida. Roupa, livros, documentos, itens diferentes e artigos sentimentais e com memórias são os artigos a que deve dar especial atenção enquanto está a organizar. Seguindo esta ordem consegue melhorar as suas capacidades de julgamento sobre o que realmente necessita de manter e os artigos que lhe transmitem felicidade.



Conselhos de arrumação a reter

  • Antes de iniciar uma limpeza profunda ao roupeiro, por exemplo, opte por retirar tudo o tem dentro dele. De seguida, ao escolher a peça de roupa que quer manter deve guiar-se pelo sentimento de felicidade que sente ao tocar-lhe. Se não sentir nada é porque pode colocá-la na pilha para dar ou deitar fora, mas antes agradeça.

  • Organize tudo de uma vez. Dedicar dias para organizar cada artigo listado (roupa, livros, documentos, itens diferentes e memórias) não é a estratégia correta, para Marie Kondo. Arrume por categoria e não por lugares. Em vez de arrumar quarto por quarto, Kondo recomenda centrar-se numa categoria. Por exemplo, roupa (que por sua vez tem subcategorias como desportiva, sapatos, fatos de banho...), livros e papéis. Comece com a roupa, continue com os livros e papéis e objectos variados, e termine com os de valor sentimental. “Se reduzir assuas posses nessa ordem, o seu trabalho irá fluir com uma facilidade surpreendente”, afirma. “Ao começar com as coisas fáceis e deixar as mais difíceis para o final poderá melhorar pouco a pouco as suas habilidades para tomar decisões, e assim terminará por considerar o serviço simples”. Não existe uma pilha de objectos duvidosos; nada fica para depois. Justamente o contrário do que outros especialistas costumam recomendar, que acreditam em adquirir o hábito de fazer um pouco de cada vez. “Se organizar um pouco por dia, nunca acabará”, diz Kondo.

  • Trate as coisas como se fossem (quase) pessoas. “Nunca faça uma bola com as suas meias, pois sofrem um bocado no seu trabalho diário. O tempo que passam na sua gaveta é sua única oportunidade de descansar”. No universo Kondiano, as coisas estão vivas, ou quase.  “Não acredito que deva existir competição no nosso coração entre coisas e pessoas. Se valorizamos os objectos que gostamos, e os tratamos bem, não só durarão mais e nos darão mais prazer; também poderemos aprender até mesmo a sermos mais amáveis e generosos com as pessoas.”

  • # Utilize caixas de sapatos vazias.  “Pode solucionar os seus problemas de armazenamento com coisas que já tem em casa. O objecto mais comum que eu uso são caixas de sapatos vazias.”


O método KonMari é muito menos técnico e mais intuitivo do que tudo que você já leu/viu na sua vida. É abraçar cada peça de roupa ou livro e questionar-se “Isso me traz felicidade?“, e guardar tudo, de modo que as coisas pareçam “felizes” e no seu devido espaço

  • Roupa da estação. O hábito de empacotar a roupa da estação, afirma Kondo, está obsoleto, já que com o ar condicionado no Verão e o aquecimento no Inverno as casas e escritórios estão menos expostos ao clima exterior. “Abandone esse hábito e tenha toda a roupa pronta para ser usada o ano inteiro, não importa a estação.”.

  • Não deixe que sua família veja. “Recomendo que evitem ser vistos pelos pais e familiares. Os pais ficam muito angustiados ao ver o que os filhos estão a deitar coisas fora. O volume das coisas pode fazer com que os pais se perguntem ansiosamente se  eles filhos poderão sobreviver com o que ficam”, diz Kondo. E o que dizer das roupas que passam de mãe para filha? A sua resposta é um taxativo não.

  • O que fazer quando não pode deitar algo fora. Por exemplo, o serviço de chá da sua avó, que nunca se atreveu a usá-lo. O vestido que a encantava, mas que agora, depois de ter sido mãe, já não lhe fica tão bem. “Quando encontrar algo que não pode deitar fora, pense com cuidado sobre o verdadeiro propósito na sua vida. Será uma surpresa ver a quantidade de coisas que possui e que já cumpriram a sua função. Ao reconhecer  sua contribuição e as deixar ir com gratidão, será capaz de colocar verdadeiramente em ordem as coisas que possui, assim como toda a sua vida.”

  • Discipline-se: Para manter a casa arrumada e conseguir descansar devidamente quando chega a casa depois de um dia de trabalho é importante manter alguns hábitos de organização. Kondo defende que quando uma pessoa chega a casa deve arrumar primeiro os itens que traz da rua (casaco, calçado, sacos das compras, etc.) e só depois de tudo estar no devido lugar é que a pessoa deverá descansar e relaxar no sofá.



Uma dica da especialista

Pegue nos objectos que pertencem a uma determinada categoria (se forem cosméticos, por exemplo, inclua todos os produtos de beleza que estão espalhados pela casa) e reúna tudo num lugar apenas (escolhido por si). A ideia é ter espaços específicos para cada tipo de coisa. E nunca guardar noutro lugar que não no que foi  escolhido.



Sim, é preciso dizer adeus às fotografias antigas

São os “itens de valor sentimental”. Se já é difícil  desfazer-se daquele casaco, pelo qual pagou uma fortuna e nunca usou, imagine as suas fotos graciosas de quando era bebé? A dica é separar somente aquelas que realmente lhe trazem alegria de estarem ali fisicamente; as outras já cumpriram o seu propósito de a fazer feliz num determinado momento. O que fica mesmo são as lembranças na nossa mente!

  • Desapegue-se dos livros que comprou e nunca leu.

  • Desfaça-se das roupas de “usar em casa”.

  • Não precisa gastar dinheiro com organizadores, prateleiras e caixas! Utilize o que tem em casa: caixas várias e gavetas.

  • Na hora de colocar as coisas no lugar, não empilhe; deixe tudo bem visível.

  • Não enrole as meias em forma de bolinhas, ocupam muito mais espaço, o elástico fica esticado, perdendo a sua função ao longo do tempo. Dobre-as e isso também vale para os collants.

  • Dobre as peças da maneira correcta: em retângulo e ficando “em pé”. Dobrar não é tarefa divertida, porém, precisa de ser feita. Marie ensina que as suas peças devem ser dobradas de modo a formarem um retângulo e conseguirem ficar  “em pé” sozinhas. Faça o teste em casa!

  • Arrume e desarrume a sua mala todos os dias. Se for contar quantas vezes resolveu arrumar a mala e encontrou coisas impronunciáveis… o ideal é retirar sempre as coisas de dentro para limpá-la e ver o que é necessário. Além disso, esta tarefa facilita na hora de escolher uma nova mala para o dia seguinte!

Arrume a Sua Casa, Arrume a Sua Vida

Tudo em livro!

«Cada coisa no seu sítio!»… quantas vezes não ouvimos as nossas mães ou avós a dizer isso?

A verdade é que, no tempo delas, era mais fácil fazê-lo; elas não viviam rodeadas dos gadgets e dos mil e um pequenos objectos que «atafulham» as nossas casas, nem tinham saldos quatro vezes por ano para encher os armários de roupa que nunca se chega a vestir…


Temos de o admitir: hoje em dia, a maior parte de nós tem a casa cheia de «tralha». E o problema é que essa tralha que nos rodeia tem uma influência muito subtil mas profundamente negativa na nossa qualidade de vida. Habitar um espaço desordenado faz-nos ser mais desorganizados na maneira de pensar e de nos comportarmos.


A fórmula é simples: espaços desarrumados e feios resultam de estados de espírito infelizes, e causam ainda mais infelicidade; espaços bonitos e arrumados resultam numa vida bonita e arrumada. Mas como o conseguir? Afinal, limpar a «tralha» das nossas vidas dá tanto trabalho que a maior parte de nós nem saberia por onde começar…


É aqui que entra o método mágico de Marie Kondo, a especialista japonesa em arrumação que está a fazer furor em todo o mundo. «Arrume a Sua Casa, Arrume a Sua Vida» é o bestseller internacional que está a transformar a vida de milhões de leitores em todo o mundo. Revela os segredos e ferramentas simples, práticos e profundamente sábios de Marie Kondo para deitar fora o que não interessa, cuidar do que interessa e transformar os espaços que habita em ambientes de tranquilidade e ordem. Da Editora Pergaminho.


#must #revistamust #itmustbegood #mariekondo #netflix #amagiadadecoração #casa #casaorganizada #casaarrumada #organizar #destralhar #métodoKonMari #roupas #livros #loiças #objectos #tralhas #tarefas @it.must.be.good