• CarlaRibeiro

Os Melhores Anos da Nossa Vida

Claude Lelouch, Anouk Aimée e Jean-Louis Trintignan: o realizador e os protagonistas de ‘Um Homem e Uma Mulher’ reencontram-se em ‘Os Melhores Anos da Nossa Vida’ para retomar uma história de amor interrompida há mais de 50 anos. O filme estreia a 12 de março.



Jean-Louis Duroc (Jean-Louis Trintignan) começa a perder as suas memórias, o que leva o filho Antoine (Antoine Sire) a procurar Anne Gauthier (Anouk Aimée), um amor antigo do pai. O reencontro entre Jean-Louis e Anne é feito de pequenos gestos, palavras tímidas e cenas em flashback que transportam personagens e atores numa viagem ao amor do seu passado.



O filme de 1966 a que este dá continuidade, ‘Um Homem e Uma Mulher’, valeu a Claude Lelouch, a Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes; no ano seguinte, o Óscar de Melhor Argumento e a nomeação para Melhor Realizador. O filme arrecadou ainda o Óscar e o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro. A protagonista Anouk Aimée foi nomeada para o Óscar e o Globo de Ouro de Melhor Atriz, em 1967, assim como para o BAFTA de Melhor Atriz Estrangeira, em 1968, todos pelo seu desempenho na longa-metragem de Lelouch. É face ao sucesso incontornável deste romance em tela que o realizador, hoje com 82 anos, retoma uma dupla imbatível, num filme que afirma ser capaz de envolver mesmo aqueles que não assistiram a ‘Um Homem e Uma Mulher’.


Ao lado de Aimée está o aclamado Jean-Louis Trintignan. Do elenco original recuperam-se ainda Antoine Sire e Souad Amidou, com seis e sete anos respetivamente no filme dos anos 60, e que agora repetem os seus papéis como filhos dos protagonistas. A estes junta-se Monica Belluci, como Elena, filha de Jean-Louis.


#must #itmustbegood #revistamust #filme #cinema #estreia #OsMelhoresAnosdaNossaVida #filmefrances #amor #passado #vida #memórias