• CarlaRibeiro

O Corvo Branco

A fuga para o ocidente do bailarino e coreógrafo soviético Rudolf Nureyev é o tema do terceiro filme que Ralph Fiennes realiza – O Corvo Branco - com estreia nos cinemas a 20 de Junho.



Rudolf Nureyev (1938 - 1993) foi um dos mais celebrados bailarinos do século XX, primeira estrela masculina da dança desde Vaslav Nijinsky (1889 -1950), tendo reformulado o papel da figura masculina na dança. Em 1961, quando estava em tournée com o Ballet Kirov em Paris, furou a barreira da segurança soviética e pediu asilo político no Aeroporto de Le Bourget. O bailarino foi o primeiro artista soviético a fugir durante a Guerra Fria, o que teve grande impacto internacional.

Dançou nalguns dos palcos mais importantes do mundo, e com grandes bailarinas, como Margot Fontayne, Eva Evdokimova e Veronica Tennant, e foi convidado para director do Ballet da Ópera de Paris, em 1983, tendo continuado a dançar. Em 1989 dançou na União Soviética pela primeira vez desde que a abandonara.

Nureyev fez sua última aparição pública em Outubro de 1992, como director na estreia parisiense de uma nova produção de La Bayadère, tendo morrido no ano seguinte em Paris com SIDA.

Da infância pobre na cidade soviética de Ufa, ao seu despontar como estudante de dança em Leninegrado e à chegada de Nureyev ao epicentro da cultura ocidental na Paris do início da década de 1960, O Corvo Branco é a história verídica do percurso incrível de um artista único que transformou para sempre o mundo do ballet.

O bailarino ucraniano Oleg Ivenko foi o escolhido para interpretar Nureyev, e o elenco conta ainda com interpretação do realizador Ralph Fiennes, Adèle Exarchopoulos, Louis Hofmann, entre outros.



#must #revistamust #itmustbegood #ocorvobranco #filme #cinema #estreia #RudolfNureyev #vida #historia #arte #bailado #bailarino @it.must.be.good