top of page
  • Must Edição

Sabia que o óleo feito com o pinhão da Comporta é ótimo para hidratar a pele?

A marca portuguesa Liquid-Land lançou, no início deste ano, um óleo de pinhão para todas as estações e um importante aliado na hidratação da pele para este verão. Uma pele devidamente hidratada mantém mais reforçada a sua capacidade de proteção dos raios ultraviolenta e a sua função de barreira a outros agentes agressores. Cada embalagem contém 30 ml e está disponível, em liquid-land.com, e custa de 87 euros.



O ouro dos pinhais da Comporta chega à rotina de beleza, em estado líquido, para despertar os sentidos

Tudo começa nos pinhais da zona da Comporta e Carvalhal, uma das mais importantes regiões de produção de pinhão em Portugal. Pequenos produtores fazem a extração de Pinus Pinea – o pinhão mediterrâneo, de qualidade reconhecida mundialmente, por regra para a alimentação, e que tem agora os seus benefícios alargados à beleza, graças à Liquid-Land.

Cristina Cardoso, gestora da marca explica que “quando percebemos que o pinhão do Mediterrâneo é três vezes mais nutritivo que os restantes e que não havia nenhum óleo 100% natural feito através deste “ouro branco que a natureza nos oferece, identificámos a oportunidade de criar este produto”.

Este é um poderoso antioxidante que reforça as barreiras naturais da pele, protegendo-a contra agressões externas, com vitaminas E, B1, B2 e minerais, como potássio, fósforo e zinco.


Uma experiência para os sentidos Numa experiência sensorial, começa-se por sentir o aroma leve do pinhão que remete para dias quentes de verão, quando o calor aperta e se ouve o estalar das pinhas. Com umas gotas na ponta dos dedos, sentimos a textura suave de um óleo consistente que ao ser massajado na pele, é rapidamente absorvido deixando, de imediato, uma agradável sensação. Porque os olhos também se alimentam, a Liquid-Land desenvolveu uma embalagem requintada com um design simples e um frasco com uma pipeta que ajuda a dosear este ouro líquido, 100% natural, 100% pinhão mediterrânico.


Comments


bottom of page