top of page
  • Must Edição

Os benefícios do surf para combater o burnout

O ator e apresentador, Rui Maria Pêgo, a atriz, Bárbara Branco e a surfista, Kika Veselko reuniram-se no 28 de maio, enquanto oradores da segunda edição da talk ‘BUONDI® Surf é Terapia’ para debater a problemática do burnout e o impacto que o surf pode ter nesta síndrome.



À conversa juntaram-se, também,  Ema Shaw Evangelista (Psicóloga Clínica e Co-Fundadora da Wave by Wave), Rita Piçarra (antiga CFO da Microsoft) e Afonso Santos (criador de conteúdos digitais), que teve lugar na Costa da Caparica.

 



Rui Maria Pêgo e Ema Shaw Evangelista foram os moderadores deste debate, partilhando com a audiência ferramentas para combater questões relacionadas com o burnout.

A iniciativa da marca de cafés portuguesa BUONDI® contou com testemunhos em primeira mão dos vários oradores da talk. Bárbara Branco partilhou com a audiência a forma como a terapia a ajudou a estabelecer os limites do trabalho. “Numa idade muito jovem dizia que sim a tudo – geria a escola, com o teatro, com a novela. Com 15 anos estava neste ritmo infernal e insano, sem me aperceber. Hoje consigo perceber que era apenas uma adolescente que queria tudo. Procurei ferramentas que me ajudassem, e a terapia foi uma delas. Nesta fase da minha vida procuro definir melhor o limite da vida profissional e pessoal, uma vez que o nosso trabalho é muitas vezes levado para casa.”, acrescentou a atriz.


Já a surfista profissional, Kika Veselko, partilhou com o público presente a importância de ouvir o nosso corpo nos momentos de cansaço físico e psicológico. A surfista contou ainda que sente ansiedade antes de entrar nas competições, mas que arranjou ferramentas que a ajudam a contornar esta ansiedade, nomeadamente através da meditação e música.

Afonso Santos, criador de conteúdos digitais, referiu ser um viciado em stress e contou que, em certos momentos, a quantidade de vídeos que publicava, ou não, num dia, afetava o seu stress e ansiedade relativamente ao trabalho. 

 

Para a antiga CFO da Microsoft, Rita Piçarra, o descanso não é bem visto pela sociedade, a sociedade premeia quem está sempre a trabalhar. Rita passou por um burnout enquanto trabalhava e partilhou com a audiência que se apercebeu do que estava a passar e a sentir quando começou a chorar num consultório médico após alguém lhe perguntar se estava bem.



Comments


bottom of page