top of page
  • Must Edição

Como poupar energia e reduzir os custos durante o inverno

Escolher o sistema de aquecimento mais adequado, a sua temperatura e regulação, o isolamento térmico e o investimento em energias renováveis são algumas das medidas que os especialistas da Brico Depôt recomendam para poupar até 50% nos custos de energia sem sacrificar o conforto.

 


Nos últimos anos, o consumo e os custos da energia têm vindo a aumentar e a procura por produtos sustentáveis que ajudem a reduzir o consumo de energia é cada vez maior.

Neste contexto, os especialistas da Brico Depôt Iberia, empresa especializada em construção, reabilitação e bricolage, apontam algumas soluções para que os consumidores possam melhorar a eficiência energética de forma simples e prática, mantendo a temperatura ideal em casa e poupando até 50% da energia anual.

 

Para isso, é necessário saber como podemos alterar os hábitos de consumo a nível doméstico e melhorar os sistemas e instalações domésticas, de modo a poupar energia e custos, aumentando assim a qualidade, o conforto e a eficiência da nossa casa.

 

Regulação da temperatura do aquecimento e do termóstato

Para reduzir os custos de aquecimento, devem ser estabelecidos horários de aquecimento racionais e uma temperatura correta. Durante o dia, no inverno, é aconselhável manter a casa a uma temperatura entre os 19ºC e os 21ºC, enquanto à noite a temperatura deve situar-se entre os 15ºC e os 17ºC.

 

É importante ter em conta a regulação dos termóstatos, quer sejam manuais ou programados, uma vez que permitem definir a temperatura desejada em qualquer altura. Na Brico Depôt, os especialistas recomendam que sejam ativados quando alguém está em casa e desativados quando a casa está vazia. Além disso, é aconselhável desligar os radiadores das divisões que não estão a ser utilizadas e climatizar as divisões onde se vai passar a maior parte do tempo (como a sala de estar ou o quarto, por exemplo).

 

Isolamento térmico

Um bom isolamento pode reduzir os custos anuais de energia até 50%. Assim, proteger as paredes com painéis de lã mineral, lã de rocha e poliestireno extrudido, para além de proporcionar isolamento térmico e acústico, permite dar um toque decorativo à divisão.

Por outro lado, as janelas são os locais da casa através dos quais se perde a maior parte do calor que se acumula na habitação. Para evitar esta situação, uma das soluções é instalar janelas com vidros duplos. Graças ao PVC e aos vidros duplos, a resistência aumenta e, além disso, há menos ruído e menos frio no interior da casa. Isto pode permitir poupar até 30% no consumo de energia.

 

As portas também estão sujeitas a penetrações de frio. As portas isoladas com uma vedação adequada reduzem a perda de calor e aumentam a eficiência térmica, permitindo uma poupança até 35%.


Calor no lar

Embora existam diferentes sistemas de aquecimento como caldeiras, bombas de calor, aquecimento por piso radiante ou salamandras a lenha ou a pellets, ou aquecimento térmico, é aconselhável instalar fogões a lenha ou a pellets para aproveitar ao máximo o seu combustível e gerar o mínimo de emissões. As salamandras a pellets são as mais eficientes: são autorreguláveis, não poluem e, além disso, o combustível é mais barato. Isto permite poupar até 40% de combustível e de despesas.

 

A Brico Depôt dispõe da gama Next de salamandras a pellets, com um design elegante e moderno que pode aquecer uma área até 200m3. Além disso, tem uma classificação de eficiência energética A+, respeitando os limites dos níveis de gases emitidos para ser menos poluente para o planeta.

 

Investimento em energias renováveis

A energia solar térmica, a energia fotovoltaica e a biomassa podem marcar um ponto de viragem nas contas mensais de energia, uma vez que as energias renováveis podem ajudar a poupar entre 50 e 80%, já que não dependem da rede elétrica.

 

Iluminação LED, a mais sustentável do mercado

É importante ter iluminação LED, uma vez que esta oferece uma dupla rentabilidade, custos de energia mais baixos, e tem até 25.000 horas de vida útil sem necessidade de substituição por vários anos. Assim, com a instalação deste tipo de iluminação, o consumidor vai reduzir os custos na sua fatura de eletricidade, mas também economizar até 80% no consumo.

 

Comments


bottom of page