top of page
  • Foto do escritorbegoodmust

Como reduzir as dores menstruais através de práticas naturais

No universo feminino, há uma coisa que é certa: todos os meses, o desconforto é recorrente, e se em alguns casos é passageiro, para muitas mulheres pode ser permanente e incapacitante. Naturecan, a marca inglesa que produz produtos à base de canabidiol, sugere práticas que aliviam as dores e o desconforto mensal.


As dores na região pélvica e/ou lombar alguns dias antes da menstruação, ou primeiros dias da mesma, têm um nome técnico: dismenorreia. É silenciosa, mas o mal-estar que causa pode ser gritante, estimando-se que afete entre 16% a 91% das mulheres em idade reprodutiva, sendo que 2 a 29% sofrem dores intensas. Os principais sintomas são cólicas, dores de cabeça, irritabilidade e cansaço, que afetam o dia-a-dia da mulher e, nesta altura em específico, podem mesmo afetar o período das férias. Para ajudar a que todas as mulheres tirem o melhor partido do seu verão, a Naturecan, multinacional que comercializa uma variada gama de produtos à base de CBD, tais como óleos, bálsamos e suplementos, sugere práticas de autocuidado simples e naturais que aliviam o desconforto e prometem mudar o dia-a-dia de quem sofre com a menstruação:

Bolsa de água quente sobre a região abdominal Este é um velho truque, passado de geração em geração, que permite aliviar as dores. Pousar uma bolsa de água quente sobre a região do abdómen permite relaxar os músculos, melhorar o fluxo sanguíneo e aliviar a tensão. Tomar um banho de água quente pode ser também uma boa opção quando as dores se intensificam.


Exercício físico regular

O desconforto e as cólicas vêm também acompanhadas de alterações de humor e, para todos estes sintomas, esta dica pode ser a solução. Quando se pratica exercício físico, o organismo liberta endorfina, a hormona associada à sensação de bem-estar, conforto e alegria. Neste sentido, através da prática regular de treinos, não só é possível aliviar as cólicas como também amenizar os sintomas de TPM. Ainda assim, se a fase menstrual impossibilitar a prática de exercício, os mais indicados são aqueles que trabalham a respiração e o relaxamento, tais como caminhadas, pilates e alongamentos.


Saiba o que comer e o que evitar

Alimentos anti-inflamatórios promovem o fluxo sanguíneo e relaxam o útero. Frutas vermelhas, tomate, abacaxi e especiarias, tais como açafrão e gengibre, são uma boa aposta, tal como vegetais verdes, frutos secos ou salmão, que também podem ajudar a reduzir a inflamação. A evitar? Tudo aquilo que cause retenção de líquidos, inchaço e desconforto, tal como alimentos salgados, comidas com muita gordura, café e bebidas alcoólicas.


O stress também não é amigo

Este já um período instável para muitas mulheres e episódios ou fases de stress podem piorar as cólicas menstruais. Para as prevenir ou solucionar, é importante recorrer às técnicas que funcionam melhor no dia-a-dia de cada mulher, tal como meditação ou respiração profunda. Se quiser manter o exercício físico, Yoga é também uma boa opção.


Considere produtos à base de CBD

Nesta fase do mês, os produtos à base de CBD são uma opção cada vez mais popular no que diz respeito ao alívio do desconforto e dor. Recentemente, são vários os estudos que afirmam que este componente natural pode reduzir a inflamação e aliviar as cólicas menstruais. Uma vez que os sintomas não se limitam a dores físicas, incluindo também alterações de humor, ansiedade e distúrbios do sono, o CBD pode mesmo ser a opção natural mais viável.


Comments


bottom of page