top of page
  • Foto do escritorbegoodmust

Sami, o Rapaz Que Sobreviveu a Auschwitz

Nas palavras de Samuel Modiano: «Sou o único sobrevivente da minha família, e durante anos interrogava-me: PORQUÊ? Só quando decidi começar a contar o que vivi é que compreendi. Sobrevivi para contar o que vi.»



É esta a premissa do livro Sami, o Rapaz Que Sobreviveu a Auschwitz, de Walter Veltroni, que nos conta a história verídica de Sami – Samuel Modiano – deportado com 14 anos para Auschwitz-Birkenau, juntamente com o pai e a irmã. Sami foi o único da família que sobreviveu. Dedicou a maior parte da sua vida de adulto a divulgar o que se passou e como tem sobrevivido a essa experiência – nas suas palavras, «para que ninguém esqueça. Para que os erros do passado não se repitam».


Como é que se conta o Holocausto a uma criança de 10-12 anos? O melhor é passar-lhe para as mãos um livro como este, em que um rapaz conta o que viu e o que sentiu, na pele. E este é o livro certo. Sami, o Rapaz Que Sobreviveu a Auschwitz é o livro ideal para introduzir os jovens num tema complexo e importante como o Holocausto, com linguagem simples e adequada, ilustrações e fotografias de Samuel com a família, a sua vida pós-guerra e do seu regresso a Auschwitz décadas depois, que o levou a tomar a decisão de passar o testemunho.


O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto é celebrado a 27 de janeiro, aniversário da libertação de Auschwitz-Birkenau pelas tropas soviéticas em 1945.


Esta obra foi traduzida com um apoio do Centro per il libro e la lettura do Ministério da Cultura italiano. Chega às livrarias a 19 de janeiro. Preço 14,40 €


Comentários


bottom of page