• CarlaRibeiro

O Senhor Vista Alegre

José Ferreira Pinto Basto foi o fundador da fábrica de porcelanas Vista Alegre, abraçou os ideais liberais e deu grande contributo ao progresso económico e à justiça social do seu tempo. Foi um homem profundamente solidário.

José Ferreira Pinto Basto (1774-1839) foi uma figura de destaque na sociedade portuguesa do século XIX

Influenciado pelo sucesso da fábrica de vidro da Marinha Grande, José Ferreira Pinto Basto decidiu criar uma fábrica de porcelanas, vidro e processos químicos. Em 1816 adquiriu, em hasta pública, abandonada e em ruínas, a Quinta da Ermida de Nossa Senhora da Penha de França, à beira do rio Boco, uma região rica em matérias primas como, barro, areias brancas e finas, seixos cristalizados, elementos fundamentais para o fabrico de vidros e porcelanas, e um lugar estratégico, pois tinha acesso directo à ria de Aveiro e ao seu porto comercial e situava-se próximo das matas da Gafanhas, que serviam para alimentar os seus fornos.



Nascia a primeira fábrica de porcelanas em Portugal

Depois de ter adquirido 40 hectares de terrenos vizinhos, lançou-se no projecto e pediu a El-Rei D. João VI o alvará para a criação de uma fábrica (“erigir para estabelecimento de todos os seus filhos, com igual interesse, uma grande fábrica de louça, porcelana, vidraria e processos chimicos na sua Quinta chamada Vista-Alegre da Ermida”), o qual lhe foi concedido a 1 de Julho de 1824. Assim, foi fundada em 1824, na Quinta da Vista Alegre, a primeira fábrica de porcelanas em Portugal.

O fundador José Ferreira Pinto Basto associou os seus 15 filhos, passando a fábrica a denominar-se Ferreira Pinto & Filhos. Cinco anos após esta concessão, a Vista Alegre recebeu o título de Real Fábrica, um reconhecimento pela sua arte, qualodade e sucesso industrial, razão pela qual o seu logotipo ostenta a coroa até aos dias de hoje.



A importância do caulino

No início foram produzidas peças em vidro de grande qualidade, com relevos e ornatos lapidados ou gravados, bem como os delicados trabalhos de incrustação de medalhões. Os primeiros períodos de laboração iniciaram-se com a produção do vidro e cerâmica “pó de pedra”, face ao desconhecimento da composição da pasta de porcelana. Só uns anos mais tarde se viria a iniciar verdadeiramente a produção de porcelana mais aperfeiçoada, quando em 1832, foram descobertas as minas de caulino de Val Rico, no concelho da Feira.

As primeiras peças produzidas pela Vista Alegre, eram caracterizadas por formas simples e uma decoração que revelava igualmente grande simplicidade, sendo muito influenciada pelo gosto dos seus proprietários e do público português.

Mas, a partir da descoberta de caulino em Portugal, pelo operário Luís Pereira Capote, uma argila essencial na fusão dos componentes da porcelana. e com a contratação de Victor Rousseau, um conceituado artista francês, a Vista Alegre produziu porcelana dura, de alta qualidade, bem vitrificada, de grande translucidez, brilhante, homogénea e resistente às variações de temperatura, de características semelhante às porcelanas germânicas ao mesmo tempo que optimizava a sua produção.



Uma “pequena cidade” a pensar nos operários

Numa demonstração de consciência social muito à frente do seu tempo, a família Pinto Basto mandou construir, nos anos imediatos à fundação da fábrica, um bairro para habitação permanente dos operários, uma vez que o complexo fabril se encontrava distante das povoações circundantes, de onde aqueles eram oriundos. Algumas destas casas são, ainda hoje, espaço de residência de algumas famílias dos trabalhadores.

Mais do que um espaço fabril, a Vista Alegre é hoje um conjunto arquitectónico de inigualável interesse, repositório de memórias sociais e artísticas fundamentais para a construção de uma identidade nacional. O aglomerado fabril, para além da fábrica, inclui ainda um bairro com moradias construídas para os seus empregados com título vitalício, consoante o seu agregado familiar e necessidades, uma escola, creche, um teatro, instalações desportivas e um corpo de bombeiros.

De referir que a corporação de Bombeiros Privativos da Vista Alegre, criada em 1 de Outubro de 1880, é o mais antigo corpo privado de bombeiros em Portugal.

Foi também através dos bisnetos do fundador da Vista Alegre, que se introduziu em Portugal a prática dos desportos, em especial o futebol, trazida por estes de Inglaterra em finais do século XIX.

Quem visita a Vista Alegre, não deixa de ficar deslumbrado com a magnífica capela, o palácio (aonde vivia José Ferreira Pinto Basto) e uma lindíssima e bem arborizada quinta, assim como o Museu da Vista Alegre e as lojas, onde é possível adquirir peças e loiças desta marca bicentenária que labora desde 1824 até aos dias de hoje.


Um novo futuro com o Grupo Visabeira

Em 2009, com a sua integração no Grupo Visabeira um novo futuro se apresenta para a centenária marca. Fortes investimentos, modernização e grande aposta na exportação, com abertura de frentes nos mais variados mercados, catapultam a empresa para uma nova vitalidade. A colaboração com designers e artistas de nomeada nacional e internacional, uma grande aposta na renovação de produtos e a forte expansão da sua presença nos mercados externos, levam a Vista Alegre a uma nova época…

A caminho do seu bicentenário a marca portuguesa de referência e de renome mundial é líder incontestado no sector da cerâmica e cristalaria e conquistou uma presença internacional de grande relevo.



Visitar a história!

O complexo da Vista Alegre foi requalificado em 2015 e hoje podemos visitar o Museu, a Capela de Nossa Senhora da Penha de França, o Teatro, jardins, cafetaria e três lojas - Loja Vista Alegre, o outlet Vista Alegre e a Loja Bordalo Pinheiro. Para além do Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel (que ocupa o antigo palácio residencial) e da Fábrica.


Tome nota!

Entre 1 a 4 de Julho, decorrem sempre as festas em honra de Nossa Senhora da Penha de França, no largo da Vista Alegre, com vários eventos e grandes descontos da marca.

Alguns dados biográficos foram retirados de:

https://historiaschistoria.blogspot.com/2015/08/porcelana-da-vista-alegre.html


#must #revistamust #itmustbegood #vistaalegre #porcelanas #fundadordavistaalegre #grupovisabeira #marcaportuguesa #joseferreirapintobasto #familiapintobasto #aveiro #ilhavo #loiça #ceramica #vidros #porcelanavistaalegre #montebelohotels #hoteismontebelo #senhorvistaalegre #turismo #portugal #conhecerportugal @it.must.be.good