• CarlaRibeiro

Vem aí um novo restaurante

Chef Alexandre Silva vai lidar com o Fogo!

Fogo é o novo restaurante de cozinha portuguesa de Alexandre Silva, que abrirá no início do próximo ano. Aqui vai haver tachos de ferro, alguns com mais de 100 kg, animais inteiros no espeto e muitas outras ‘brincadeiras’, que exigem sabedoria, muita técnica e energia suplementar.

O novo projecto de Alexandre Silva será complexo e surpreendente e vai haver muita lenha para queimar!

Da grelha ao forno a lenha, das carnes ao peixe, dos legumes às sobremesas, tudo tem origem no fogo. Origem do Universo e da Humanidade, símbolo de movimento, acção, energia, transformação, inovação, paixão e intensidade — a primeira descoberta da civilização — tudo isto será o Fogo, o novo restaurante de cozinha portuguesa de Alexandre Silva, que abrirá no início do próximo ano. Mas, atenção, o Fogo não é para meninos: tachos de ferro, alguns com mais de 100 kg, animais inteiros no espeto e muitas outras ‘brincadeiras’, exigem sabedoria, muita técnica e energia suplementar.



Um espaço ‘varrido’ pelas chamas…

“Portugal tem uma enorme tradição no que respeita à cozinha com fogo, mas nunca foi elevada até onde merece”, explica Alexandre Silva, atento aos mais ínfimos detalhes do espaço ainda em construção: com o fogo não se brinca! Com três grelhas no centro da acção, cada elemento será cozinhado com uma lenha especial, que o envolverá com sabores e aromas diferentes. A mesma lenha que, a par de uma garrafeira abrangente e “surpreendente”, irá forrar as paredes do restaurante, todo ele alusivo ao fogo. Madeira queimada, rocha vulcânica dos Açores, ferro e plantas criarão o ambiente único de uma sala que terá 70 lugares. Aliás, a ideia do arquitecto João Tiago Aguiar, o mesmo do Loco, é dar-nos a sensação de que todo o espaço foi ‘varrido’ pelas chamas…


Num conceito distante do estilo fine dining que lhe valeu uma Estrela Michelin, o chef irá por as mãos num elemento com que sempre gostou de trabalhar. “Mesmo antes de ser cozinheiro, sempre estive habituado a lidar com o fogo. Lá em casa cresci a ver a minha mãe e os meus avós a fazerem sopas e guisados à volta dele”.

Vai ser possível assar animais inteiros

Na cozinha, haverá quatro metros de acção com fogo aberto desenhado por Alexandre, e um forno a lenha que pesa duas toneladas, grelhadores, placas francesas e utensílios que permitem assar animais inteiros, tudo à vista dos clientes. Cozido, cortes do dia, chanfana, borrego, leitão, peixe assado no forno, e mariscos — cozinha portuguesa tradicional, pura e dura — farão as delícias dos clientes. “Iremos ter pratos fixos, mas o menu não será fechado, todos os dia teremos uma oferta diferente, mediante o que nos seja trazido pelos produtores. E queremos aproveitar todo o animal, não só as partes que estamos habituados a consumir”.


Tudo nas brasas

Para Alexandre Silva, um cozinheiro que já nos habituou à sua inquietude e ousadia, este “é o restaurante perfeito: sempre diferente e inovador, ao almoço e ao jantar, sem nunca se repetir, pois a nossa cozinha tem muito que se lhe diga, sobretudo quando o desafio é prepará-la nas brasas e trabalhar em conjunto com os produtores e fornecedores”. Para além de uma cozinha intensa e exigente, haverá ainda um bar de cocktails de autor em sintonia total com o conceito, que irá explorar e revelar a beleza e o poder do fogo… num copo.


#must #itmustbegood #fogo #restaurantefogo #brasas #cgefalexandresilva #grelhar #queimar #madeiras #finedining #gastronomia #food #gastronomy #foodlovers #lovefood #lenhaparaqueimar #newrestaurant #lisboa #lisbon #carne #assarcarne #porasmaosnofogo #fogorestaurant @it.must.be.good