• CarlaRibeiro

Uma viagem pela cultura asiática em Lisboa: O que fazer e o que comer?

Atualizado: 26 de Mai de 2019

Lisboa é cada vez mais uma capital multicultural. As nossas ruas estão cheias de sorrisos, sabores, cores e línguas diferentes. Assim, e embora tão longe, temos a oportunidade de provar um pouco do muito que é a cultura asiática. Se não souber como encontrá-la, neste artigo damos-lhe as melhores dicas. 



O que fazer? Lisboa tem fortes traços de influência asiática, decorrentes da longa história de contacto entre Portugal e o Oriente. Em homenagem a esta ligação, é possível encontrar na capital portuguesa várias atividades temporárias e permanentes relacionadas com a cultura oriental. Continue a ler para descobrir algumas delas.



Museu do Oriente É desde 2008 que este museu dedicado ao Oriente marca presença na Doca de Alcântara. Com o objetivo de criar ligações entre culturas remotas, o Museu do Oriente expõe colecções artísticas portuguesas e asiáticas num espaço que aproxima o ocidente e o oriente. As exposições permanentes são “Presença Portuguesa na Ásia”, que explora os Descobrimentos e a relação de Portugal com o Oriente, e “A Ópera Chinesa”, que conta a história a história desta arte performativa chinesa através de 280 objetos. Para além das exposições, o Museu do Oriente também oferece actividades regulares, entre as quais o ioga, a dança oriental e o tai-chi. 


Semana Cultural Asiática  A Semana Cultural Asiática é organizada pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em colaboração com várias embaixadas e conta anualmente com atividades e workshops dedicados à experiência cultural de vários países da Ásia. A edição deste ano aconteceu em Fevereiro e homenageou a China, Brunei, Indonésia, Malásia, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Singapura e Vietname. 



Festa do Japão Também anual, a edição de 2019 da Festa do Japão terá lugar dia 22 de Junho (Sábado), das 14h às 22h no Jardim Vasco da Gama, em Belém. As actividades propostas passam por bancas de gastronomia, concertos de música japonesa, danças tradicionais, poesia Haiku, origami, brinquedos japoneses, concursos, artes marciais, jogos tradicionais e até mesmo cosplay. O evento já é organizado no mesmo local há alguns anos e tem conquistado cada vez mais adeptos. O objectivo é a celebração da cultura e da amizade entre o Japão e Portugal. 



O que comer?  A experiência desta Ásia Lisboeta não poderia ficar completa sem um restaurante asiático. E porquê apenas um quando tem tantos espaços incríveis por onde escolher?

Recomendamos que faça um tour pelos diferentes restaurantes de gastronomia asiática disponíveis em Lisboa: há um pouco de tudo. A grande atração do momento é o Mercado Oriental do Martim Moniz. Localizado no primeiro andar do Supermercado Oriental Amanhecer, o Mercado Oriental junta seis restaurantes de street food asiática. Entre as iguarias que não pode deixar de provar estão os petiscos macaenses minchi (carne moída e batata frita), cabidela de pato e sopa lacassa (caldo de camarão com massa de arroz); 

Entusiasmado para descobrir a cultura asiática em Lisboa? Só lhe falta escolher algumas das nossas sugestões para abraçar o Oriente Lisboeta.

Os famosos pães bao, cozidos a vapor, também têm feito furor. Há para todos os gostos: com recheio de barriga de porco, de caranguejo e outros. O mais invulgar e especial de todos é recheado com o incrivelmente doce pudim Abade de Priscos - uma combinação única que não vai querer perder. 

Outra das principais pérolas gastronómicas disponíveis é a katsu sando, que é nada mais nada menos que uma deliciosa sandes de panado - mas japonesa. As culturas japonesa e portuguesa entrelaçaram-se para fazer este prato: afinal, foram os portugueses que introduziram os fritos (nomeadamente os panados) na cultura asiática. Existe toda uma variedade de katsu sandos disponível no Mercado Oriental: desde o clássico panado de porco (kurashiku) ao de frango (tori katsu).

O Vietname também se encontra bem representado, através dos coloridos spring rolls com vegetais e da sopa Pho, com noodles, carne e legumes. 

As opções já mais conhecidas passam pelo sushi e pelo ramen. No coração de Lisboa, o Mercado Oriental também tem um cantinho para a comida portuguesa, onde poderá comer um bom bitoque ou um polvo à lagareiro a um preço acessível. 

Japão, Macau, China, Coreia, Vietname e Portugal esperam por si no Mercado Oriental do Martim Moniz. Nas redondezas existem supermercados orientais onde poderá adquirir alguns dos ingredientes exóticos que fazem parte destes pratos para experimentar em casa. Também na baixa lisboeta se encontram boas opções para uma refeição ou petisco asiático. Do Rossio ao Terreiro do Paço pode encontrar bons restaurantes de sushi, ramen e comida chinesa. 

#must #revistamust #itmustbegood #OrienteLisboeta #asia #tour #travel #viagem #lisboa #oriente #gastronomia #cultura #historia @it.must.be.good