top of page
  • Foto do escritorbegoodmust

Como duas arquitetas brasileiras se tornaram referência nos salões de beleza de luxo em Portugal

Rebeca Bitencourt e Thayanna Botelho são sócias na Nest | Atelier de Arquitetura, responsáveis por nove salões de beleza de luxo e altamente instragamáveis em Portugal - a contar, já que a dupla está sempre a receber pedidos de novos projetos. Entre eles está o Art.Z, que tem bartenders, café, um baloiço para fotos e muito verde, o que o torna num ambiente que convida os clientes a postarem imagens nas suas redes sociais.



Voar para longe do ninho, o lugar que traz segurança, nunca é uma jornada muito fácil. Mas Rebeca Bitencourt e Thayanna Botelho, duas arquitetas que deixaram bons empregos no Brasil em busca de qualidade de vida, não demoraram para se sentir em casa em Portugal. Foi aqui que, pela primeira vez, se tornaram donas do seu próprio negócio. E desde que abriram o atelier Nest, em 2020, já assinaram mais de 40 projetos de arquitetura e design de interiores, tanto para empreendimentos residenciais como comerciais. O primeiro trabalho da dupla, o projeto completo para um novo salão de beleza de luxo, acabou por transformá-las numa referência no segmento.


“Temos projetos comerciais, na área da restauração, já assinamos remodelações residenciais e até a construção de casas de raiz tanto em Portugal quanto no Brasil. Mas como o nosso primeiro trabalho foi muito elogiado pelos frequentadores do salão, acabou por surgir uma propaganda espontânea e rapidamente começamos a ser procuradas por outros espaços do mesmo setor”, conta Rebeca.


De 2020 para cá, as arquitetas já entregaram nove projetos de salões de beleza de luxo, sendo que quatro já estão finalizados e há ainda solicitações de orçamento semanais para outros salões. Em comum em cada trabalho da Nest há o cuidado em construir espaços personalizados e, ao mesmo tempo, acolhedores. Daí o nome do atelier, que em português significa ninho.


“O conforto é fundamental na nossa entrega. Queremos que as pessoas cheguem a um espaço que projetamos, tanto residencial como comercial, e sintam aconchego e desejo de voltar. E claro que isso começa no entendimento do que faz sentido para o nosso cliente. O nosso objetivo é que ele olhe para o que projetamos e pense: isso é a minha cara. E para isso, unimos o nosso conhecimento com a sensibilidade de captar o que o cliente precisa. Acreditamos que no nosso negócio, a prioridade são as pessoas, pensamos nelas antes de pensar no design”, afirma Thay.


Na Nest, o profissionalismo e as relações pessoais andam lado a lado. Thay e Rebeca gostam de dizer que, antes de sócias, são amigas. A história dessa amizade começou no Rio de Janeiro, na mesma faculdade de arquitetura. Antes de se reencontrarem em Portugal, o caminho foi escrito por linhas paralelas. Rebeca trabalhou em grandes empresas como MRV e João Fortes Engenharia atuando nos setores de projetos de arquitetura e acompanhamento de obras. Já Thay seguiu a carreira sempre na área de arquitetura de interiores, também em empresas renomadas como a Índio da Costa. A recessão na área após os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, motivou Rebeca a atravessar o Atlântico, em 2017, em direção a Portugal, onde Thay já estava desde 2015, depois de uma temporada de um ano em Dublin.



“Sempre fomos amigas, mas com o fim da faculdade, o trabalho e os compromissos da vida acabaram por nos distanciar. A vinda para Portugal nos reaproximou. Tanto que fiquei na casa da Thay quando cheguei aqui. Foi natural quando surgiu a oportunidade de abrir um atelier de interiores que fizéssemos isso juntas”, diz Rebeca. Unir as forças profissionalmente pela primeira vez as fez conquistar clientes não só em Portugal. Atualmente, já assinam projetos em Espanha e na França. E o mais novo investimento da dupla é a abertura de um atelier na cidade natal.


“A vontade de abrir o escritório no Rio sempre existiu, mas a iniciativa surgiu depois da procura de alguns dos nossos clientes brasileiros em Portugal que ainda mantém investimentos no Brasil, o que já nos traz uma cartela de clientes para continuarmos nossos trabalhos no país, como os que já estão em andamento em Ubatuba. Nosso objetivo é expandir a área de atuação.” Diz Rebeca. “Além de, é claro, nossa vontade de manter negócios e um contato mais próximo com o nosso país. Por isso temos uma outra sócia no Rio, a Fernanda, que consegue acompanhar de perto nosso trabalho por lá. Achamos muito importante ter a nossa cara também no Brasil”, completa Thay.



Comments


bottom of page