top of page
  • Must Edição

O envelhecimento pode ser alegre, saudável e ativo

Com o objetivo de dar vida aos anos e promover a mudança de consciências ao demonstrar que o envelhecimento pode ser alegre, saudável e ativo, a hug assinala a entrada do Grupo Ó Capital no mercado do apoio ao envelhecimento, pretendendo revolucionar a velhice, ao disponibilizar apoio domiciliário, lojas de geriatria e serviços personalizados, com o espírito inovador que caracteriza o Grupo liderado por Sara do Ó.


hug assinala a entrada do Grupo Ó Capital no mercado do apoio ao envelhecimento

Desmistificando preconceitos associados à velhice, a HUG é a primeira empresa em Portugal com uma abordagem 360º sobre a forma como o envelhecimento é vivido, disponibilizando apoio domiciliário, lojas geriátricas, um clube de atividades e ainda assistência pessoal.

Numa sociedade que permanentemente invalida os mais velhos, fazendo-os sentirem-se menos úteis ou capazes, a hug surge como impulsionadora de mudança, ao acreditar que a forma como a velhice é vivida está diretamente relacionada com a visão que os mais velhos têm sobre si próprios e que, como tal, é preciso mudar urgentemente este paradigma. Assim, num mercado geriátrico que até então se afirmava cada vez menos atrativo, inspirador e inovador, assume-se enquanto solução para o problema social e necessidade crescente de valorizar, respeitar e cuidar dignamente dos idosos.

Focada numa abordagem holística, o grupo disponibiliza uma estrutura de apoio ao envelhecimento na qual se destaca o serviço de apoio domiciliário. Absolutamente diferenciador face ao mercado, este serviço inclui, desde o primeiro momento, um diagnóstico completo realizado por uma equipa especializada de forma a conhecer a pessoa na sua vertente física mas sobretudo emocional, fazendo uma leitura mais profunda de cada indivíduo, que possibilite conhecer a sua personalidade, história de vida e emoções. É esta atenção ao detalhe que resulta numa experiência mais humana e transformadora, assegurando que o plano e rotina de cuidados propostos de forma personalizada para cada pessoa, para além de estar adaptado a necessidades como horários de presença de cuidadores e outros aspetos relativos a cuidados de saúde, contribuem verdadeiramente para o estímulo intelectual e afetivo. Esta estrutura de proximidade resulta num incremento da qualidade de vida e do bem-estar dos mais velhos, garantindo ainda que a casa onde vivem está adaptada às suas necessidades, intervindo com processos de adaptação de espaços e material sempre que necessário.


“Acreditamos num envelhecimento saudável, ativo e alegre – e a nossa missão é proporcionar isso através de uma estrutura de apoio ao envelhecimento que abrange diversas áreas, sendo a mais premente o apoio domiciliário. Partimos da convicção de que não há melhor lugar para envelhecer do que a nossa casa, envolvidos pela familiaridade do nosso bairro, dos nossos amigos, de tudo o que faz parte da nossa vida. Valorizamos cada detalhe da vida quotidiana, desde uma simples ida ao café, a compra do jornal, cumprimentar um vizinho, apreciar o aroma de uma refeição ou receber a família sem a pressão do tempo marcado. Estes são pequenos tesouros que combatem o envelhecimento e promovem mais alegria nesse processo”, afirma Rita Corrêa Mendes, CEO da hug. “São inegáveis os benefícios comprovados a nível da qualidade de vida e do desempenho cognitivo. Esperamos poder conseguir tornar esta visão uma realidade para muitos mais idosos, sempre com rigor, qualidade e segurança para os nossos clientes”.


Adicionalmente, entre a oferta da marca encontra-se também as lojas de produtos de geriatria com um conceito inovador, inaugurando a primeira no coração do bairro de Campo de Ourique, que replica o ambiente de uma casa de habitação, apresentando os produtos e serviços oferecidos no contexto natural em que costumam ser utilizados. Para além da venda de produtos a hug terá também uma programação mensal com atividades lúdicas para os mais velhos. Assim, nestas lojas de bairro todos são bem-vindos: desde os que procuram produtos específicos, aos que pretendem simplesmente assistir a uma boa palestra e comer um bolo de laranja ou beber um café, este é um espaço que promove o combate à solidão – ideia transversal aos diversos serviços do grupo.

hug assinala a entrada do Grupo Ó Capital no mercado do apoio ao envelhecimento

Clube 65+, um clube dedicado e inspirado por pessoas de valor, experiência e sabedoria

Outro projeto no qual a marca está já a trabalhar é o Clube 65+, um clube dedicado e inspirado por pessoas de valor, experiência e sabedoria. Um espaço onde a juventude e vitalidade se podem encontrar com a maturidade e a experiência de uma vida, formando uma combinação única e enriquecedora. Neste Clube, mediante um pagamento único anual, cada sócio terá acesso a uma programação mensal com um vasto número de atividades, workshops, encontros, aulas, almoços e viagens. Adicionalmente, consciente de que o isolamento social e ausência de estrutura para um envelhecimento digno são verdadeiros problemas nacionais, existe ainda o hugvoluntário, um programa de voluntariado onde será possível voluntários de todas as idades inscreverem-se para doar horas de atenção, carinho, e tempo a idosos que estejam sozinhos e que não tenham acesso a determinados serviços. Existem ainda outros serviços de assistência pessoal, que disponibiliza serviços de ajuda burocrática e aconselhamento personalizado e ainda parcerias com o projeto 55+ para reinserção e valorização profissional de pessoas com mais de 55 anos.

O crescente índice de envelhecimento em Portugal obriga a repensar a forma como se olha para a velhice e para os cuidados providenciados e, neste sentido, a hug afirma-se como solução qualitativa e segura para o envelhecimento. Atualmente, o grupo já presta apoio a mais de 100 idosos e conta com 140 colaboradores, numa perspetiva de enorme crescimento futuro, pretendendo aumentar-se esse número para os 1.500 clientes e quase 2000 colaboradores até 2025.

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page