top of page
  • Foto do escritorbegoodmust

Maria Food Hub reinventa-se com os novos jantares celebram o outono

Aberto há um ano, rapidamente se tornou uma referência no bairro dos Anjos e foi logo considerado um dos melhores novos restaurantes de Lisboa. Agora o Maria Food Hub reinventa-se: ao apreciado menu diurno juntam-se vários pratos especialmente pensados para a noite e que celebram os bons produtos desta estação. Melhor ainda, pode jantar bem cedo, coisa raríssima na capital, e às quintas e sábados as noites são animadas por DJ.



O primeiro ano de existência do Maria Food Hub não poderia ter corrido melhor: a proposta gastronómica, com pratos de inspiração internacional confecionados com bons produtos nacionais e sazonais, rapidamente fez sucesso. O brunch e os petiscos conquistaram e fidelizaram clientes, tal como o ambiente descontraído e a amabilidade da equipa, repetidamente elogiados.



Há coisas que nunca mudam (como a originalidade, qualidade, o ambiente e a amabilidade) mas “novidade” é palavra de ordem no Maria Food Hub e esta é constituída por propostas que fazem de simples jantares momentos especiais.

E, porque o apetite por boas refeições não tem de obedecer ao padrão habitual, todos os pratos estão disponíveis a partir das 17h30 – um horário perfeito para quem quer comer com calma antes de ir assistir a um espetáculo, por exemplo.


Sabores deliciosamente sazonais

Tirando o máximo partido dos bons produtos típicos desta estação, o novo menu inclui iguarias como “beringela no forno, sultanas coloridas, nozes, pesto de abóbora e kale”; “duo de couves do Outono assadas com bacon”; “cheróvia e couve-flor assadas com caramelo salgado”; ou “trilogia de cenourinhas e molho de estragão”.

Nos pratos principais destacam-se o “magret de pato com passas douradas, redução de vinho do porto e vinagre balsâmico com batata gratinada”; “noodles do mar, polvo, camarão, alho picante e molho sésamo, ovo escalfado”; e o novíssimo “hambúrguer Akira”, com carne Wagyu (a mais tenra de todas), servido com o molho wasabi.

Durante o dia há também novos sabores a descobrir, nomeadamente a “salada morna de bife Teriyaky” ou a “tosta de polvo com pesto de abóbora assada e kale” – entre outros pratos tão saudáveis quanto saborosos.



Para acompanhar, está disponível um diversificado leque de bebidas que engloba OH K! Kombucha, as cervejas artesanais Dois Corvos e Debru, vinhos produzidos por pequenos produtores portugueses ou o Maria Espumante, da Bairrada.


A aposta nos produtos nacionais estende-se aos cocktails, como são exemplo os novíssimos Green Velvet, com gin tinto do Minho e licor de eucalipto; e o Essência de Outono, com licor de castanha, capilé e brandy português – na verdade, mais dois bons motivos para passar no Maria Food Hub ao entardecer e brindar às coisas boas da vida com os melhores amigos.


Mais música, pintura e… leituras

Dar palco às artes foi, e é, uma missão assumida pelo Maria Food Hub. Assim, até ao final do ano acolhe mais uma pequena exposição, desta vez do pintor peruano Giorgio Landa que, após anos a viver em São Francisco, escolheu Lisboa (concretamente o bairro dos Anjos) para morar.

Na sequência do sucesso que têm sido os Vinyl Bruch, com curadoria da DJ Mayan, DJs locais passam a animar os jantares de quinta-feira e de sábado, numa calendarização que é regularmente anunciada nas redes sociais, em www.instagram.com/maria_food_hub e www.facebook.com/mariafoodhub.



E as boas notícias outonais incluem mais uma novidade, desta vez literária: leituras

ao fim do dia passam a fazer parte da programação cultural do Maria Food Hub e a primeira acontece já no dia 2 de novembro, das 19h00 às 20h00. A obra escolhida é Under the Volcano, de Malcolm Lowry, da qual serão lidos excertos pelo ator inglês Jonathan Weightman – na companhia de um cocktail com mescal, como não poderia deixar de ser.



Onde fica:

Maria Food Hub

Rua Maria Andrade 38, 1170-216 Lisboa

mariafoodhub@gmail.com

tel. 218 121 281


Aberto de segunda a domingo, das 9h00 às 24h00


Comentarios


bottom of page