top of page
  • Foto do escritorbegoodmust

Novos vinhos do Pôpa... para beber à mesa com comida de conforto

Para “selar” a celebração dos 15 anos de produção vitivinícola e “fechar um ciclo” de conhecimento acumulado, no que toca às especificidades das vinhas, do binómio entre viticultura e enologia, dos vinhos e da vertente comercial, os irmãos Stéphane e Vanessa Ferreira apresentam novidades, dando mais amplitude ao portefólio. A gama Pôpa ganhou um novo patamar: Reserve, em estreia com um branco de 2021 e tinto de 2020.


Com a enologia renovada, com a dupla Carlos Raposo e Carina Roxo Baia, a gama PÔPA passa agora a ser composta por sete referências: branco, rosé e tinto Selection (rótulo branco); branco e tinto Reserve (rótulo cinzento); e branco e tinto Black Edition (rótulo preto). Sob a marca Pôpa, mas num registo “fora da caixa”, há a gama DARE TO DREAM, com os Amphora branco e tinto e um Curtimenta branco. A gama VINHOS DE PARCELA comporta quatro monocastas com origem no terroir da Quinta do Pôpa: Tinta Roriz (TR), Touriga Franca (TF), Touriga Nacional (TN) e Vinhas Velhas (VV). Num patamar de maior exclusividade, a gama VINHOS DE HOMENAGEM aporta quatro vinhos ao portefólio: PaPo tinto, Pôpa Vinho Doce tinto, Quinta do Pôpa Homenagem e Quinta do Pôpa Porto Vintage. São vinhos que, como o nome da gama indica, homenageiam pessoas: Luís Pato, amigo da família e o primeiro enólogo da Quinta do Pôpa; as mulheres da família; Francisco Ferreira, o avô Pôpa; e José Ferreira, o pai Pôpa. Com estas novas referências, o portefólio de vinhos da Quinta do Pôpa ganha “elasticidade”, capaz de satisfazer necessidades de consumo – e consumidores – de A a Z.


Cada segmento da gama Pôpa assume uma identidade muito própria: nos Selection, a jovialidade; nos Reserve, o equilíbrio; e nos Black Edition, a profundidade.

Os ‘Pôpa Reserve’ vestem-se de cinzento no rótulo e têm um preço de venda ao público a rondar os €11,50. Nesta estreia, a Quinta do Pôpa propõe um branco de 2021 e um tinto de 2020, já com alguma complexidade. A vinificação é feita em inox, com parte das uvas com cacho inteiro e, por conseguinte, com engaço. O estágio, por sua vez, é balanceado, em proporções iguais (50/50), entre inox e barricas de carvalho francês – novas, de segundo e terceiro ano –, durante 9 a 10 meses. São vinhos onde se destaca o equilíbrio, dado por uma frescura e acidez vibrantes, aromas de fruta e notas florais, mas também corpo e estrutura, impressos pelo estágio em madeira. Vinhos para beber à mesa com comida de conforto.


Pôpa Reserve branco 2021

É feito com uvas das castas Verdelho (20%), Cerceal Branco (20%), Folgasão (20%), Viosinho (15%), Gouveio (15%) e Rabigato (10%), com origem nas sub-regiões do Baixo e do Cima Corgo, com altitudes entre os 50 e os 550 metros. Vindima manual para caixas de 20kg, que são levadas até à adega, para desengace total do cacho, esmagamento muito suave, seguido de prensagem. A decantação ocorre durante 24 a 48 horas, seguida de fermentação alcoólica em cubas de inox e barricas de carvalho francês, com controle de temperatura. Estágio feito em inox e em barricas de carvalho francês, sobre borras finas, durante 9 a 10 meses. Um branco com um nariz muito complexo, onde se destacam aromas florais muito elegantes. Na boca, é fresco, puro e tem uma acidez elevada e um final longo e salgado.


Pôpa Reserve tinto 2020

Resulta de um blend de Touriga Franca (45%), Touriga Nacional (30%), Tinta Roriz (15%) e Tinto Cão (10%), de vinhas com mais de 40 anos, com origem na Quinta do Pôpa. Vindima manual para caixas de 20kg, transportadas para a adega para desengace parcial dos cachos – alguns com desengace total e outros com cacho inteiro. Maceração pré-fermentativa a frio, seguida de fermentação alcoólica em cubas de inox com controle de temperatura e fermentação malolática em barricas de carvalho francês. O estágio é feito, em partes iguais (50/50), em inox e em barricas de carvalho francês, sobre borras finas, durante 9 a 10 meses. Um tinto com um nariz muito complexo, com notas evidentes de fruta, mas também de bosque, o que lhe dá muita personalidade. Na boca, é um vinho preciso e elegante em toda a prova, com um final longo e bom potencial de envelhecimento.


תגובות


bottom of page