top of page
  • Foto do escritorbegoodmust

Nova carta de inverno do restaurante Paço dos Cunhas é um tributo às tradições de Santar

Em Santar, no coração do Dão, há uma nova carta de conforto que aconchega quem visita esta nobre vila da região de Viseu e o imponente Restaurante Paço dos Cunhas.

O restaurante Paço dos Cunhas, propriedade da 19|90 Premium Wines (divisão de vinhos premium e enoturismo do grupo Global Wines) e localizado em Santar, iniciou o ano com uma nova carta de inverno, uma criação do Chef Henrique Ferreira que é um tributo aos produtos, às gentes e aos costumes da região. Nesta nova carta – como já é seu apanágio – o Chef Henrique Ferreira e a sua equipa aliam o conceito de fine dining a uma cozinha de conforto, utilizando ingredientes da estação com foco nos produtos regionais, entre os quais os peixes do rio, os citrinos, a maçã Bravo de Esmolfe ou os carolos, entre outros.

“Esta é uma das melhores épocas do ano para visitar a Beira Alta e experimentar a cozinha beirã – é tempo das lareiras e de celebrar à mesa, é tempo das abóboras, das romãs, das castanhas e dos míscaros. No Paços Cunhas desafiamos os clientes para uma experiência enogastronómica de fine dining que enaltece a tradição, com enfase nos produtos regionais e na sazonalidade, cruzando sabores do passado e do presente”, salienta o Chef Henrique Ferreira.

Para começar, a famosa “Broa de Milho”, “Figo e Queijo” e “Fígado de Cebolada” para despertar o palato. Nas entradas, destaque para o “Coelho à Mirra” (6,50€), uma receita típica de Santar reinventada, o aromático “Pastel de Massa Tenra de Pintada com Molho de Cabidela e Estragão” (6,50€) ou os “Legumes de Inverno” (7,50€), são algumas opções. Seguem-se, nos pratos de peixe, a “Massada de Peixe dos Nossos Rios” (15,00€), uma massa fresca confecionada com achigã, carpa ou boga (dependendo da pescaria do dia) e amêijoas, guarnecida com um torresmo de peixe aromatizado com hortelã da ribeira; o arroz “Malandrinho de Ostras de Aveiro e Algas” (17,50€), a regional “Tiborna de Bacalhau” (22,00€) ou a “Cataplana de Carabineiro” (27,00€). Já nos pratos de carne, as sugestões passam pela “Cevada de Pato, Cenoura e Toucinho” (14,00€), o “Cabrito das Serras em Massa Folhada” (23,00€) ou “Carolos em Vinha d’Alhos e Cachaço de Porco Bísaro” (16,00€), numa reinvenção do receituário tradicional. As sobremesas são soberbas e incontornáveis: a “Tartelete de Maçã Bravo de Esmolfe” (6,50€) é um clássico da época e as “Castanhas Assadas com Moscatel” (5,50€), um creme brulée com gel de moscatel, não vai deixar ninguém indiferente, já para não falar das “Farófias, Creme de Especiarias e Laranja Tostada” (5,50€). Com o café, saboreiam-se o “Bombom de Arroz-Doce” e o “Bolo Rei Crocante”, que substituem os habituais petit-fours. A cozinha do Paço dos Cunhas pode ser apreciada com um serviço à carta ou através de dois menus de degustação fixos – “Origens” e “Santar” -, com ou sem harmonização de vinhos, e este ano volta a ser possível optar pelo surpreendente menu “Nas Mãos do Chef”, onde toda a experiência de degustação é uma seleção exclusiva feita pelo Chef Henrique Ferreira no momento.

A equipa do Restaurante Paço dos Cunhas - instalado num imponente edifício de granito datado de século XVII, no centro da nobre vila de Santar, na região do Dão - é liderada pelo Chef Henrique Ferreira, na qualidade de Chefe Executivo, com o apoio de Alberto Correia, como Chefe de Cozinha Residente, e de André João, o Escanção e Chefe de Sala.

Comments


bottom of page