top of page
  • Must Edição

Bernardo Rodrigues é o melhor bartender português

A 8ª edição da World Class Portugal elegeu o melhor bartender nacional, no evento que decorreu no restaurante Viseversa no Hyatt Regency Hotel e que marcou o final desta competição em Portugal. Bernardo Rodrigues, do restaurante Pedro Lemos do Porto, foi o vencedor que arrebatou o título nacional e que vai participar na grande Final Global da World Class em São Paulo, no Brasil, no próximo mês de setembro, entre os dias 21 e 25.




De uma lista de seis finalistas criadores dos seis melhores cocktails, apurados no evento da semifinal, em maio, no restaurante Planto do chef Vítor Adão, Bernardo Rodrigues destaca-se, assim, nesta competição não só pelo prémio alcançado, assim como pelo seu percurso feito no restaurante Pedro Lemos do Porto. Bernardo Rodrigues sucede assim a João Costa, vencedor do World Class Portugal 2022 e bar manager do bar Torto no Porto comprovando, uma vez mais, o talento português nesta área.


“Este é, sem dúvida, um momento marcante na minha carreira pois é o consolidar de todo um esforço e dedicação numa área, para mim, apaixonante e que dá agora provas de que estou no caminho certo. Foi um desafio enorme para todos os participantes e estamos todos de parabéns, nomeadamente por termos assumido com bastante rigor e profissionalismo todas as etapas desta competição”, afirma Bernardo Rodrigues.

“Estou muito feliz e ainda a interiorizar tudo isto. Mas claramente é um acontecimento muito importante e que me dará, com certeza, bastante visibilidade”, acrescenta o vencedor da World Class 2023.


Bernardo Rodrigues trabalha no restaurante Pedro Lemos, no Porto, que detém uma estrela no guia Michelin. Há cerca de três anos que compete na World Class, que segundo diz é “uma das competições mais desafiadoras a nível mundial”.


O agora vencedor com 27 anos começou por trabalhar num bar em Paredes, de onde é natural, e passou pelo The Blini, do chef Cordeiro, em Vila Nova de Gaia, e pelo Mini Bar, de José Avillez, no Porto, até ter chegado ao restaurante Pedro Lemos.



A avaliar a performance final dos candidatos esteve um júri composto por referências do setor em Portugal (como Emanuel Minêz dos bares Red Frog e Monkey Mash, o chef João Oliveira do Restaurante Vista (*Michelin) e João Costa, vencedor da edição da World Class 2022) que ditaram o vencedor da noite depois de três desafios, em que os finalistas apresentaram as suas melhores criações, que incluíram a preparação de clássicos, uma caixa mistério e o “single ingredient”, utilizando um único ingrediente de várias maneiras distintas.

“Estamos inteiramente gratos a todos os participantes desta edição, dotados de um grande profissionalismo e muita criatividade, o que tornou os desafios e a competição mais exigentes'', refere Honório Oliveira, Reserve Brand Ambassador da World Class em Portugal da Diageo. “Sendo esta a maior competição de bartending do mundo, Portugal terá oportunidade de mostrar o seu talento no Brasil, desta vez com a participação de Bernardo Rodrigues, elevando assim o trabalho de todos os profissionais nacionais de cocktails e destilados premium”, acrescenta.


A iniciativa organizada pela Diageo, incluiu um ciclo de eventos com o primeiro a decorrer no Porto, ao que se seguiram outros na Terrugem, zona de Lisboa e no Algarve, onde chefs, bartenders e produtores se reuniram para partilharem ideias e técnicas e conhecimento exaustivo, dos produtos locais e inúmeras experiências para explorar os seus limites e potencial, aumentando a conexão entre o mundo do bar e da gastronomia

.

O conceito de sustentabilidade foi sempre uma constante em todos os momentos desta 8ª edição, dando a conhecer as valências de cada região e promovendo o convívio em prol de novas ideias e novas receitas de cocktails, com produtos da região onde estão inseridos como os produtos sazonais.

Comments


bottom of page