top of page
  • Foto do escritorbegoodmust

A FNAC está à procura de novos talentos nacionais: partilhe os seus projetos!

Com o objetivo de promover o talento nacional e dar palco à cultura, os Novos Talentos FNAC (NTF) estão de volta para incentivar os portugueses a tirarem os seus projetos da gaveta e a partilharem-nos com o mundo.



Quantos talentos não terão ficado por descobrir por insegurança ou medo, por falta de palco ou apenas pela ausência de quem os veja e ouça? Textos guardados, ficheiros perdidos no computador ou músicas que nunca deixaram a garagem. Para contrariar este cenário, a FNAC desafia os autores envergonhados a ganhar coragem e a mostrar o seu trabalho ao mundo, garantindo este ano um prémio quase 10 vezes superior ao até aqui oferecido.

Focados em dar a conhecer os talentos nacionais em seis categorias diferentes – fotografia, ilustração, escrita, cinema, música e videojogos –, a FNAC e a Repsol têm 10 mil euros para oferecer aos vencedores de cada área, perfazendo assim um total de 60 mil euros investidos na cultura portuguesa com esta iniciativa.


“Acreditamos que é preciso dar espaço e palco ao talento nacional, de forma a contribuir para a difusão cultural no País” refere Inês Condeço, Diretora de Marketing da FNAC Portugal, até porque, acrescenta, “é preciso incentivar as pessoas a mostrarem e viverem as suas artes”. “Mais do que um concurso de talentos, este programa é uma plataforma de inclusão que cultiva a diferença e abre uma janela a jovens e promissores talentos.”


Para participar na eleição dos vencedores, a FNAC conta com um júri recheado de nomes de destaque da cultura portuguesa. São exemplo Leonor Teles, Paulo Trancoso, Tiago Guedes e Paulo Viveiros para a categoria cinema; Conceição Garcia, Dulce Cardoso, Afonso Cruz e João Tordo para a área da escrita; Henrique Amaro, Lia Pereira, Luís Oliveira e Rui Miguel Abreu para a música; Mário Cruz, Augusto Brázio, Francisco Feio e Sérgio B. Gomes para a fotografia; Ricardo Flores, João Aires de Matos, André Santos e Mafalda Duarte no júri de videojogos; e Leonor Zamith, Bernardo Carvalho, Catarina Sobral e João Fazenda para a ilustração.


A juntar aos 10 mil euros entregues ao vencedor de cada categoria, existem ainda outros prémios, tanto para os vencedores como para aqueles que recebem as menções honrosas. Na área da fotografia existem prémios Fujifilm e HP bem como uma exposição na Galeria Narrativa; já para a categoria de ilustração, são disponibilizados prémios HP e Faber-Castell. Na categoria de escrita, os três participantes destacados – um vencedor e duas menções honrosas -, recebem um Kobo eReader e vão poder aprofundar os seus conhecimentos num workshop na Escrever-Escrever. Na categoria de cinema os premiados têm a oportunidade de realizar um workshop de cinema na Universidade Lusófona. Os três destacados na categoria de videojogos recebem uma cadeira OMEN Citadel e presença na Loading Zone na Lisboa Games Week. Por último, os três trabalhos destacados na área da música vão integrar o disco NTF23 e farão parte do alinhamento do festival FNAC LIVE do próximo ano.


Os interessados podem obter mais informações e inscrever-se para participação até dia 30 de abril, em www.fnac.pt/novostalentos


Comentarios


bottom of page