• begoodmust

11 anos depois chega o vinho Casa da Passarella Vindima 2011

A Casa da Passarella, produtor de vinhos da sub-região da Serra da Estrela, no Dão, lança o Casa da Passarella Vindima 2011, uma nova colheita que chega agora ao mercado, após 11 anos de estágio. Um vinho que traz no seu ADN 130 anos de história, vinificação antigos, castas de vinhas centenárias e um legado geracional, que fazem parte da essência e da identidade desta casa centenária. Preço: 260€.


Onze anos de espera que deram origem a um vinho de cor vermelho rubi, intenso e de grande complexidade aromática, onde predomina a fruta vermelha com especiarias e um toque balsâmico. A vinificação foi feita, como desde sempre, em lagar de granito e, em maio de 2013, iniciou um longo processo de maturação em garrafa. Em abril deste ano procedeu-se à minuciosa tarefa de rearrolhamento manual. “11 anos, foi o tempo exato que demorou a conceção, crescimento e maturação de um vinho criado para receber o nome da Casa da Passarella e perpetuar o nosso património, que se estende por bem mais de um século. Na realidade, este é um vinho que carrega consigo a responsabilidade de mais de 130 anos da nossa história”, explica Paulo Nunes, enólogo da Casa da Passarella.


O Vindima 2011 nasceu das sete vinhas próprias da Passarella, onde se incluem várias parcelas centenárias, com mais de 20 castas autóctones. Foi feita uma cuidadosa escolha do momento exato para a vindima, a 11 de outubro de 2011 e, passados onze anos, em outubro de 2022, a Casa da Passarella declara-o pronto a receber o seu nome e a perpetuar o seu património.

“Talvez a história, de facto, se repita. O Casa da Passarella Vindima 2011 é uma história que se escreveu devagar”, reforça o enólogo da Casa da Passarella.


O “Vindima”, que vê agora apresentada a sua segunda edição, é um ícone da Casa da Passarella, que o ano de 2009 eternizou. Após uma criteriosa seleção das parcelas a vindimar, bem como a escolha do momento exato para a vindima, o vinho foi engarrafado após dois invernos, em 2013, fazendo depois um longo – e raro – processo de maturação em garrafa.





A par deste novo e brilhante capítulo, outras novidades acabam de chegar das terras da Casa da Passarella.

Vinhos como o Casa da Passarella Villa Oliveira Encruzado 2019. Sendo a primeira marca criada pela Casa da Passarella, o Villa Oliveira nasceu originalmente há mais de 100 anos. Um vinho que vem prestar uma homenagem fiel à história desta casa, em edições extremamente limitadas. Nasce de uvas colhidas manualmente, 100% Encruzado, com início de fermentação em curtimenta e final em barrica. Preço: 45€


O Casa da Passarella O Fugitivo Curtimenta 2020, um conceito para vinhos que acontecem. Por condições únicas em anos únicos. Por uma inquietação constante, um desafio a todas as normas. Poderiam ser chamados "vinhos de coleção", mas são sobretudo vinhos para serem encontrados. E acima de tudo, descobertos. A Curtimenta, uma técnica que sempre foi usada na Casa da Passarella na elaboração de vinhos brancos, embora este método seja habitualmente usado para vinhos tintos, produz vinhos de enorme carácter, personalidade e diferenciação. Preço: 28€


O Casa da Passarella O Fugitivo Barcelo 2021, um novo retorno à raiz mais profunda da Passarella: a vinificação ancestral de castas presentes nos lotes históricos de vinhas velhas. Em 2021 escolheu-se criar um monocasta Barcelo. Pelo carácter diferenciador, famoso pela delicadeza aromática e estrutura, mas também pela história que esta casta singular soube escrever no passado desta casa centenária. Preço: 28 €




#must#itmustbegood #CASADAPASSARELLAVINDIMA2011 #vinhos #wine #winelovers #CASADAPASSARELLAVILLAOLIVEIRAENCRUZADO2019 #CASADAPASSARELLA #CASADAPASSARELLAOFUGITIVOCURTIMENTA2020 #Dao #taste #sabores

#CASADAPASSARELLAOFUGITIVOBARCELO2021 #produtordevinhos #subregiãodaSerradaEstrela #CASADAPASSARELLAOFUGITIVOPINOTNOIR2019