top of page
  • Foto do escritorbegoodmust

Os novos vinhos de Paulo Laureano

Considerado um dos enólogos mais respeitados e reconhecidos do panorama vínico nacional e com uma intervenção minimalista, Paulo Laureano lança novos vinhos que preservam tanto quanto possível as castas portuguesas, em particular da região da Vidigueira como a Tinta Grossa de forma a potenciar as características únicas deste terroir.



É no Monte Novo da Lisboa, em plena Vidigueira, numa propriedade com 110 hectares de vinha que são produzidos os vinhos Paulo Laureano.


Um Colheita (tinto), dois Nosso Terroir (branco e tinto), um Vinho de Talha e Três Monocastas– Verdelho, Alfrocheiro e Tinta Grossa, que só são lançados em anos em que a qualidade o permite, são as mais recentes novidades da marca Paulo Laureano e que chegam em dezembro e janeiro ao mercado.



Paulo Laureano Colheita, Tinto 2020

Feito a partir de Aragonês, Trincadeira e Alicante Bouschet este Colheita apresenta notas de fruta madura com destaque para as ameixas maduras e pimentão. Também presentes notas de especiarias e menta. É um vinho macio, equilibrado e muito elegante, O final de boca é longo e desafiante.

PVP: €6,45.




Paulo Laureano, Nosso Terroir, D.O.C. Alentejo, Branco 2021

Antão Vaz, Arinto e Fernão Pires são o ponto de partida para este branco onde são evidentes as notas de fruta tropical e flores maduras. Mineralidade, elegância, frescura e final longo é uma expressão clara do terroir da Vidigueira.

PVP: €10,25.




Paulo Laureano, Nosso Terroir, D.O.C. Alentejo, Tinto 2021

Trincadeira, Aragonez e Alicante Bouschet são as três castas deste D.O.C Alentejo, onde estão bem presentes notas de ameixas maduras, especiaria, menta café verde e tosta. É um vinho estruturado, fresco com taninos longos e aveludados.

PVP: €10,25




Paulo Laureano, Vinho de Talha, D.O.C. Alentejo – Vidigueira, Tinto 2018

Feito a partir de uma mistura de castas tintas, das vinhas velhas da

Vidigueira, vinificadas segundo técnicas seculares em talhas de barro.

Estagia 24 meses em barricas velhas de 600 litros para o tornar mais

elegante, sem perder a identidade. O estágio longo em garrafa

garante o seu balanço e harmonia.

PVP: €31,76



Paulo Laureano, Verdelho, Branco 2019

Monocasta Verdelho, obtido a partir de vinhas velhas provenientes da Ilha da Madeira. Após fermentação, estagia sob borra fina para garantir a sua untuosidade. Estamos perante um vinho salino, mineral com alguma fruta tropical. É um vinho único com uma óptima frescura, profundidade e de grande elegância.

PVP: €20,35




Paulo Laureano, Alfrocheiro, D.O.C. Alentejo – Vidigueira, Tinto 2018

Monocasta Alfrocheiro D.O.C. Alentejo Vidigueira. Estamos perante um vinho de cor granada e aroma evidente a frutos do bosque, mirtilos e alguns frutos negros maduros, ligeira especiaria. Apresenta-se macio com uma boa acidez, elegante e bem estruturado. Tem um final longo, persistente e desafiante. Depois da fermentação maloláctica em barricas de carvalho francês, matura nas mesmas barricas 12 meses e estagia em garrafa 24 meses.

PVP: €35,27



Paulo Laureano, Tinta Grossa, D.O.C. Alentejo – Vidigueira, Tinto 2017

Monocasta Tinta Grossa, uma casta muito especial para a Vidigueira onde é conhecida como Tinta Nossa. Depois do desengace total sem esmagamento, fermenta em inox a 25ºC. Posteriormente a maturação faz-se em barricas de carvalho francês usado (18 meses) e estágio em garrafa durante dois anos. De cor granada e aroma a madeiras exóticas, frutos silvestres maduros e especiaria. É um vinho macio, acidez evidente e muita elegância. Final de boca longo e marcante.

PVP: €45,05

תגובות


bottom of page